Alagoas, 30 de novembro de 2021 26º min 32º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
PANDEMIA

AMA recomenda cautela para planejamento do carnaval 2022

Adja Alvorável / Estagiária sob supervisão

24/11/2021 20h08 - Atualizado em 24/11/2021 20h08

OMS alerta para os riscos da mobilização em torno do carnaval
Agência AlagoasOMS alerta para os riscos da mobilização em torno do carnaval

A Associação dos Municípios Alagoanos (AMA) pediu para que os prefeitos tenham cautela antes de planejar festas para o carnaval de 2022 por causa da pandemia de covid-19. Durante um pronunciamento, o presidente da associação Hugo Wanderley (MDB) afirmou que está acompanhando o quadro da pandemia e que deve orientar os municípios sobre o tema na próxima semana.

Wanderley citou a possibilidade de uma nova onda da doença no Brasil, especialmente em Alagoas, caso haja relaxamento de medidas de prevenção. “A pandemia ainda não acabou. Outros países já enfrentam mais uma onda de covid. Nós temos que avançar ainda mais [com a vacinação] no nosso país e respeitar as medidas que estão sendo recomendadas pelos cientistas. Vamos aguardar para que a gente possa dar um parecer final se é seguro ou não realizar festas carnavalescas nos municípios alagoanos”.

O debate se repete em outros estados do Brasil. Preocupadas com a nova onda da doença, ao menos 43 cidades de SP cancelaram o carnaval em 2022. Na capital paulista, a gestão municipal manteve o cronograma e quer criar um comitê com Recife, Salvador, Rio de Janeiro e Belo Horizonte para tomar decisões de forma conjunta.


Esquema vacinal atrasado


Até a sexta-feira (12), 17,6% das pessoas que tomaram a 1ª dose em Maceió não compareceram no prazo marcado no cartão de vacinação para receber a 2ª aplicação, segundo divulgado pela Diretoria de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Médicos reforçam o alerta para a necessidade da imunização completa para reduzir a ocorrência de casos graves, hospitalizações e mortes por covid-19. “A vacina é uma estratégia coletiva, a população precisa se unir e fazer sua parte para que avancemos para o controle da pandemia”, ressalta o infectologista Renee Oliveira.

O médico lembra dos riscos, especialmente no momento em que se aproximam as grandes festas de verão. “Estamos próximos do final do ano e, logo depois, teremos o carnaval. Não é um momento para a população relaxar, os cuidados precisam continuar", alerta.

A análise é feita por meio da plataforma da vacinação contra a Covid-19 do Ministério da Saúde, por meio da base de dados do dia 10 de novembro e considera apenas o número de faltosos no município de aplicação Maceió, sendo que alguns destes usuários podem ter recebido a segunda dose em outras localidades.


OMS alerta sobre carnaval no Brasil


A diretora-Geral assistente da Organização Mundial da Saúde (OMS) para Acesso a Medicamentos, Mariângela Simão, afirmou que o mundo está entrando em uma quarta onda de casos de covid-19 e alertou para os riscos da mobilização em torno do carnaval.

"Me preocupa bastante quando vejo no Brasil que tem discussão sobre a abertura do carnaval. Isso é realmente uma condição extremamente propícia para aumento da transmissão comunitária. Precisamos planejar já as ações para 2022", disse Mariângela Simão na segunda-feira (22) na abertura no Congresso Brasileiro de Epidemiologia.

Mariângela disse que é preciso apoiar "reaberturas seguras", com gerenciamento de risco adaptado a cada contexto local. E foi nesta avaliação que a diretora fez o alerta sobre sua preocupação com a folia nas cidades brasileiras.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade