Alagoas, 26 de julho de 2021 23º min 26º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
PANDEMIA

Maceioense está adiando a vacinação a espera do imunizante de preferência

Tamara Albuquerque

15/06/2021 10h10 - Atualizado em 15/06/2021 11h11

Chegada das vacinas AstraZeneca em Maceió
Agência AlagoasChegada das vacinas AstraZeneca em Maceió

A vacina para covid-19 desenvolvida pela AstraZeneca tem eficácia de 64% contra a variante Delta do coronavírus, identificada primeiramente na Índia, segundo informou a farmacêutica nesta terça-feira (15). Entretanto, desde que Alagoas começou a receber do Ministério da Saúde as remessas da vacina Pfizer, os maceioenses rejeitam o imunizante desenvolvido em parceria com a Universidade de Oxford.

Muita gente só procura os postos de vacinação quando a Prefeitura Municipal de Maceió ou o governo do estado anunciam a chegada da Pfizer. Houve dias em que os vacinadores não fizeram nenhuma aplicação de doses da AstraZeneca, porque o público não apareceu. A reportagem do Extra apurou que a população tem rejeitado o imunizante porque acha que sofrerá danos ou reações pós-vacina. Outras pessoas não dão credibilidade à AstraZeneca, mesmo sem conhecer o percentual de eficácia da vacina encontrado nos estudos científicos.

Na avaliação dos trabalhadores que estão na linha de frente da vacinação, essas pessoas não pensam no risco que estão correndo de adoecer com a covid-19 ao adiar a vacinação, que é a medida mais eficaz contra o coronavírus. Os profissionais temem que o mesmo ocorra quando chegar ao estado as vacinas da Jassen, braço farmacêutico da Johnson & Johnson.  A Jassen tem como vantagem sobre as demais o fato de não precisar de segunda dose para completar o ciclo de vacinação.

A vacina Asrazeneca tem garantida a proteção contra a variante Alfa, detectada originalmente no Reino Unido, de 74%. No Brasil, as doses da AstraZeneca são envasadas pela Fundação Oswaldo Cruz (FioCruz) e utilizadas pelo Ministério da Saúde no Plano Nacional de Imunização (PNI).

De acordo com comunicado publicado pela farmacêutica, a vacina tem eficácia de 92% contra hospitalizações entre infectados com a variante Delta e de 86% no caso da variante Alfa. "Esta evidência mostra que a vacina contra covid-19 da AstraZeneca oferece um alto nível de proteção contra a variante Delta, que atualmente é um foco de preocupação devido à sua transmissão rápida", diz a vice-presidente executivo de Pesquisa e Desenvolvimento de Biofarmacêuticos do laboratório.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade