Alagoas, 16 de abril de 2021 24º min 27º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
PANDEMIA

Idosa morre com Covid-19 antes de tomar 2ª dose da vacina contra a doença

Redação

29/03/2021 13h01 - Atualizado em 06/04/2021 11h11

Dalva Coelho de Barros faleceu durante a manhã desta segunda-feira
Reprodução/FacebookDalva Coelho de Barros faleceu durante a manhã desta segunda-feira

Uma idosa de 67 anos morreu de covid-19 nesta segunda-feira, 29, em Maceió. Ela já havia recebido a 1ª dose da vacina contra o coronavírus, mas não chegou a receber a 2ª dose. Dalva Coelho de Barros, era mãe do professor da Universidade Federal de Alagoas (UFAL), Ricardo Coelho de Barros.

Ela foi vacinada com a 1ª dose, mas não pôde receber a 2ª aplicação nesta semana, pois estava infectada com o coronavírus informou seu filho por meio de sua conta no Facebook.

"Dalva, minha mãe, partiu numa manhã chuvosa do outono de Maceió. Mesmo tendo se vacinado, só primeira dose, foi diagnosticada com Covid-19. Deixou quatro filhos, seis netos e três bisnetos. Além de um grande vazio entre nós", contou.

Em Maceió estão sendo aplicadas as vacinas CoronaVac, desenvolvida pela farmacêutica chinesa em parceria com Instituto Butantan, e a da AstraZeneca, desenvolvida com a Universidade de Oxford.

As duas receberam autorização da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para o uso emergencial em 17 de janeiro. As duas vacinas exigem a imunização com duas doses.

A 2ª dose da CoronaVac deve ser aplicada de 14 a 28 dias a partir da 1ª aplicação. A da AstraZeneca deve ser aplicada 22 dias após a 1ª dose. Segundo o Ministério da Saúde, apenas as duas doses garantem a eficácia dos imunizantes, por conta disso, é possível ser infectado durante o intervalo entre as doses.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade