Alagoas, 04 de março de 2021 25º min 29º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
ANADIA

Prefeitura fecha comércio e suspende aulas para frear disseminação de variante do coronavírus

Tamara Albuquerque com Assessoria

18/02/2021 13h01

Prefeito Celino Rocha
AssessoriaPrefeito Celino Rocha

Com a detecção de um caso de infecção pela variante do coronavírus, o prefeito de Anadia, Celino Rocha, endureceu as regras de isolamento social nesta quinta-feira, 18. Por meio de decreto, o prefeito suspendeu em todo o município o funcionamento de bares, restaurantes, lanchonetes, templos, igrejas e demais instituições religiosas. Também suspendeu as aulas presenciais da rede municipal de ensino, tanto pública como privada e qualquer tipo de evento que favoreça a aglomeração.

Assim como no começo da pandemia, no ano passado, a Prefeitura determinou o fechamento de academias, clubes e até os serviços prestados pela Secretaria Municipal de Educação através do transporte intermunicipal de estudantes. A medida, que está em vigor pelos próximos 15 dias é uma tentativa de frear que a nova variante do coronavírus (a mesma detectada em Manaus), se espalhe na cidade e coloque os serviços da saúde em colapso.

O primeiro caso da variante brasileira do coronavírus, conhecida como, "variante de Manaus", foi anunciado nesta quinta-feira pelo secretário Alexandre Ayres, gestor da pasta de Saúde no estado. Além de Anadia, outro caso foi detectado em Viçosa. Em Anadia, a prefeitura anuncia que a paciente, de 64 anos, cumpriu o período de isolamento social e já está recuperada.

A secretária de saúde do município, Sônia Mascarenhas, explica que a paciente relatou que não tem histórico de viagem; contato com alguém vindo do Amazonas ou qualquer outra Unidade da Federação. “Os sintomas tiveram início em 19 de janeiro apresentando tosse, coriza, mialgia e moleza. No dia 25, foi realizada a coleta para pesquisa de SARS-CoV-2 por RT-PCR, que confirmou a infecção. Seguimos realizando o monitoramento de todos os pacientes que testam positivo e daqueles que realizaram viagens ou tiveram contato com pessoas que estavam fora do estado”, explicou.


Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade