Alagoas, 16 de janeiro de 2021 24º min 29º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
AUMENTO DOS ÓBITOS

Governo já admite ampliar números de leitos para pacientes com covid-19 em Alagoas

Estado registrou número expressivo de 60 mortes na semana passada

Tamara Albuquerque

13/01/2021 17h05

Alexandre Ayres e Renan Filho visitam estoques de seringas do governo
Agência AlagoasAlexandre Ayres e Renan Filho visitam estoques de seringas do governo

O aumento no número de óbitos pela covid-19 em Alagoas, que na semana passada chegou a 60 casos, pode levar o governo do Estado a abrir mais leitos hospitalares. O anúncio foi feito nesta quarta-feira, 13, pelo secretário da Saúde, Alexandre Ayres. Atualmente, a rede pública de saúde tem 697 leitos exclusivos para os pacientes infectados pelo novo coronavírus e que apresentam sintomas moderados e graves, mas o secretário admitiu a possibilidade de ampliação .

No boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), divulgado hoje à tarde,  a informação é de Alagoas registrou mais oito óbitos, sendo cinco em Maceió e três vítimas fatais residentes em Marechal Deodoro, União dos Palmares e Lagoa da Canoa. No total, desde o início das notificações da pandemia, 2.585 pessoas perderam a vida em decorrência da covid-19. Hoje, os casos confirmados de coronavírus somam 109.720.

“Acompanhamos a crescida na ocupação de leitos e estamos conversando com o Gabinete de Crise e o governador para ampliar o número de leitos disponíveis", afirmou o secretário.

Alexandre Ayres lembra que no maior pico dos casos a rede pública chegou a possuir 1.300 leitos exclusivos para covid. "Temos capacidade organizacional para ampliar e garantir a internação da população”, disse o secretário. Ele não informou, no entanto, se a ampliação dos leitos para pacientes com covid será através da reabertura dos hospitais de campanha.

As declarações dos secretário foram dadas durante visita ao estoque do Estado de insumos para vacinação. Na ocasião, o governador Renan Filho também falou sobre os óbitos no estado. “Já chegamos a ter 225 mortes em uma semana no auge da pandemia. Ainda não estamos próximo do que foi no pico, mas 60 mortes é muito representativo e são perdas muito significativas para as famílias de Alagoas”, disse. 

Na visita, governador e secretário também inspecionaram os 50 novos respiradores e monitores enviados pelo Ministério da Saúde ao Estado esta semana.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade