Alagoas, 07 de agosto de 2020 23º min 26º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
BOLETIM COVID-19

Alagoas ocupa 8ª posição entre estados com redução de novos casos

Tamara Albuquerque

14/07/2020 12h12 - Atualizado em 14/07/2020 12h12

Boletim oficial do Ministério da Saúde aponta taxa de redução de casos novos de -6,2 em Alagoas
DivulgaçãoBoletim oficial do Ministério da Saúde aponta taxa de redução de casos novos de -6,2 em Alagoas

O último boletim do Ministério da Saúde, divulgado ontem à noite, mostra que Alagoas está em 8º lugar entre os 13 estados que registram atualmente redução média na taxa de novos casos de Covid-19 no país. A redução é de - 6,2. O estado vizinho do Rio Grande do Norte lidera a queda de casos confirmados.

No total, segundo os dados do boletim, 13 unidades da Federação conseguiram frear o avanço do vírus, que já contaminou 1,8 milhão de brasileiros e provocou a morte de 72,8 mil pessoas. Os valores mostram que em um mês mais de 7 mil novas mortes foram registradas por semana epidemiológica, um possível efeito platô, segundo analistas. O maior valor acumulado foi de 7.256 óbitos, ocorridos entre os dias 14 e 20 de junho.

A avaliação dos dados do Ministério da Saúde revela o quanto a situação de contágio é diferente no País. A maior parte dos estados com redução no número de casos novos da Covid-19 está no Nordeste e no Norte. As 14 unidades da Federação restantes contabilizam crescimento na taxa positiva de contaminados.

Pelo boletim, apresentam redução de casos novos: Rio grande do Norte (-56,4); Roraima (-45,9), Amapá (-23); Rio de Janeiro (-20,6); Espírito Santo (-15,7); Maranhão (-14,6); Bahia (-7,6); Alagoas e Pará (-6,2); Paraná (-4,9); Rondônia (-4); Distrito Federal (-2,7) e Sergipe (-2,4).

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade