Alagoas, 07 de agosto de 2020 23º min 26º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
ESTUDO

Delmiro Gouveia é a 6ª cidade mais vulnerável à covid no Brasil

Redação com UOL

06/07/2020 16h04 - Atualizado em 06/07/2020 16h04

Cidade de Delmiro Gouveia tem 52 mil habitantes
Prefeitura de Delmiro GouveiaCidade de Delmiro Gouveia tem 52 mil habitantes

O Índice de Vulnerabilidade dos Municípios divulgado nesta segunda-feira, 6, revelou que a cidade de Delmiro Gouveia, no Sertão do estado, está entre as 10 com maior índice de vulnerabilidade à covid-19.

No estudo, Delmiro Gouveia, de 52 mil habitantes, figura em 6º lugar, numa lista encabeçada pela cidade de Mojuí dos Campos, cidade do Estado do Pará, ainda menor que Delmiro, com 32 mil habitantes.

O estudo elaborado pelo Instituto Votorantim, para nortear as ações e doações do grupo industrial, indica o grau de vulnerabilidade de cada município brasileiro em relação aos impactos provocados pela pandemia.

Ele permite a realização de buscas por regiões geográficas, pilares temáticos, níveis de criticidade e o cruzamento com o número de casos confirmados e óbitos por município, que são atualizados diariamente.

Ou seja, o IVM não toma apenas como base o número de casos ou óbitos, por exemplo, mas a estrutura das cidades (distância dos serviços de saúde, acesso à água, crucial para higienização, entre outros, e como isso facilita ou dificulta o combate à covid-19.

A presença da cidade alagoana no IVM inspira cuidados, assim como nos municípios vizinhos, considerando a facilidade de transmissão do vírus e o número parecido de casos da doença entre a grande maioria dos municípios alagoanos, como mostram os boletins da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau). 

Pelo boletim divulgado pela Sesau nesse domingo, 5, Delmiro aparece na 27ª posição no número de casos confirmados de covid-19; e 31º no número de óbitos.

Para conter o avanço da doença, a gestão do município anunciou investimento de R$ 320 mil na desinfecção sanitária e proteção da população.

A gestão afirma ainda que a desinfecção é feita periodicamente e segundo a Secretaria de Comunicação, nas áreas onde haja grande circulação de pessoas como Mercado Público, Feira Livre entre outros.




Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade