Alagoas, 05 de junho de 2020 25º min 28º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
PANDEMIA

Comitê recomenda 'lockdown' em Arapiraca e São Miguel dos Campos

José Fernando Martins

22/05/2020 14h02 - Atualizado em 22/05/2020 14h02

Lockdown é recomendado a diversas capitais do Nordeste
DivulgaçãoLockdown é recomendado a diversas capitais do Nordeste

Novo boletim do Comitê Científico do Nordeste recomenda o polêmico 'lockdown', ou seja, o bloqueio total, em dois municípios de Alagoas: Arapiraca e São Miguel dos Campos. O motivo é a superlotação de leitos nas últimas 48 horas. No caso de Arapiraca, o índice de ocupação chegou aos 92%. Já em São Miguel dos Campos, 91% das vagas em enfermarias estão preenchidas. 

Até o momento, Arapiraca registrou 141 casos de infectados pelo novo Coronavírus e São Miguel dos Campos tem, conforme Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), 55 diagnósticos confirmados.  A recomendação de lockdown também vale para São Luiz (MA), Fortaleza (CE), Recife (PE), João Pessoa (PB), Mossoró (RN) e Natal (RN). 

"Esta é uma recomendação científica para os governadores e prefeitos dos estados e cidades supracitados, cabendo a esses gestores decidir", pontou o boletim. O documento, publicado na quinta-feira, 21, condenou ainda o uso da cloroquina e hidroxicloroquina como tratamento contra a Covid-19. 

Em resposta à Portaria do Ministério da Saúde, publicada no dia 20, o Comitê manteve sua posição inicial, baseada em evidências científicas e clínicas publicadas em revistas científicas e ratificadas por  instituições de pesquisas internacionais, entre as quais estão: a National Institute of Health (EUA), a European Medical Agency (Comunidade Européia) e a Fiocruz, no Brasil.

Essas instituições são contrárias ao uso da cloroquina e da hidroxicloroquina, isoladas ou em associação com outros medicamentos, para o tratamento de qualquer fase da infecção provocada pelo Coronavírus. 

"Além de não haver nenhuma demonstração científica ou clínica crível da efetividade terapêutica desses medicamentos, em qualquer estágio da infecção por Covid-19, os graves efeitos colaterais que podem advir do seu uso em pacientes portadores do Coronavírus, incluindo morte súbita por parada cardíaca irreversível, insuficiência hepática e renal", destacou o comitê. 

Baixe o boletim completo na galeria de arquivos logo abaixo.

Arquivos
Boletim7_Final_21-05.pdf


Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade