Alagoas, 31 de março de 2020 26º min 29º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
PANDEMIA

Associação Comercial de Maceió diz, em nota, que é a favor da vida

José Fernando Martins

26/03/2020 16h04 - Atualizado em 26/03/2020 16h04

Associação Comercial de Maceió
Foto: DivulgaçãoAssociação Comercial de Maceió

A Associação Comercial de Maceió emitiu nota a respeito dos últimos acontecimentos relacionados à crise da Covid-19. Assinada pelo presidente da entidade, Kennedy Davidson Pinaud Calheiros, a nota destaca que a associação está a favor da vida.

"Ela não tem preço, nem pode ser colocada em um plano inferior ou paralelo no momento de vencermos essa crise. Em todas ocasiões em que nos colocamos a dialogar com quem quer que seja temos como farol a defesa da vida", disse. 

E acrescentou: "Estamos passando por um momento onde o Estado acertadamente se preocupa com a propagação da Covid-19. Essa política se mostrada eficiente e com resultados positivos. Os estragos que poderiam ser gerados já vêm sendo mitigados a partir dessas decisões".

Neste cenário, a Associação Comercial informa que quer colaborar com o setor público nos entendimentos que estão sendo planejados para o enfrentamento à doença. "Vale ressaltar que nunca vivemos algo precedente em todo o mundo, o que nos faz crer que as saídas precisam ser encontradas de forma dialogada".

"Ao passo que encaminhamos uma solicitação de reabertura do setor produtivo e das instituições públicas. Defendemos que esse retorno se dê de forma gradativo e planejada, com horários especiais de funcionamento, para que a vida normal volte a ser construída e que os milhares de trabalhadores do setor produtivo alagoano possam também enfrentar esse momento único e tão delicado em nossa história", finalizou.

Confira na íntegra

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade