Alagoas, 15 de agosto de 2022 23º min 27º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
PAULO JACINTO

PC descarta crime político contra pré-candidata e cita vingança de irmãos

Suspeitos eram do Rio de Janeiro; criminosos "investigavam" assassinato do pai

Bruno Fernandes

05/08/2022 13h01 - Atualizado em 05/08/2022 14h02

Lérida Lobo Gomes Vitorino e José Adilson da Silva, de 24 anos
Reprodução/InstagramLérida Lobo Gomes Vitorino e José Adilson da Silva, de 24 anos

A Polícia Civil descartou nesta sexta-feira, 5, motivação política para o atentado contra a pré-candidata a deputada federal por Alagoas, Lérida Lobo Gomes, de 49 anos, que resultou na morte de seu companheiro, José Adilson da Silva, na noite de ontem, no município de Paulo Jacinto.

A informação foi passada no começo da manhã durante coletiva à imprensa na Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP). A principal suspeita é que o crime tenha se tratado de uma vingança, segundo as primeiras informações da investigação.

Os suspeitos mortos durante troca de tiros com a PM eram irmãos e tiveram o pai assassinado há alguns meses, o que leva a crer que eles suspeitavam do envolvimento do casal no crime. Um terceiro participante do atentado continua foragido.

"Trata-se de crime de ódio, de vingança, uma vez que eles suspeitavam que o casal tinha participação no homicídio contra o pai deles, o que não foi comprovado. Eles já haviam tomado nota da rotina das vítimas e planejaram o crime”, destacou o delegado Thales.

Ainda segundo o delegado,“a hipótese é que os irmãos resolveram se vingar baseado em boatos que chegavam até eles". O inquérito do crime que vitimou o pai dos suspeitos não chegou a ser concluído.

Os suspeitos foram localizados horas após o atentado e foram encontrados que o carro alugado e utilizado durante o crime ter sido identificado.

Lérida Lobo Gomes passou por cirurgia no Hospital Geral do Estado (HGE), em Maceió, e tem o estado de saúde considerado estável pela equipe médica.

Segundo boletim de ocorrência, José Adilson da Silva e Lérida Lôbo estavam na frente da ONG Anjos Quatro Patinhas, localizada no Centro do município, quando o veículo chegou com os autores dos disparos.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade