Alagoas, 01 de julho de 2022 23º min 26º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
BOLETIM

Alagoas tem 250 pessoas desalojadas pelas chuvas

Tamara Albuquerque

25/05/2022 18h06

Desabamento nesta manhã em função das chuvas
BombeirosDesabamento nesta manhã em função das chuvas

Alagoas permanece embaixo de chuva na noite desta quarta-feira, 25, o que aumenta a possibilidade de risco de mais inundações em áreas urbanas e rurais, além de ocorrências como deslizamentos, alagamentos, inundações e desalojamento de famílias que vivem em áreas de risco. Agora há pouco, o Corpo de Bombeiros Militar divulgou o boletim mais recente sobre os danos nos município provocados pelas chuvas.

Pelo menos 250 pessoas estão em abrigos nos municípios mais afetados. Em Arapiraca, o abrigo no Ginásio João Paulo ficou lotado pela manhã com famílias desalojadas.

O boletim é um compilado de informações de órgãos como a Defesa Civil. O documento revela em situação crítica os municípios de Palmeira dos Índios, Murici e Feliz Deserto.

Foram registradas 8 ocorrências de inundações com 52 vítimas socorridas e encaminhadas aos cuidados de equipes socorristas no estado. As inundações foram intensas em Rio Largo, Penedo, Arapiraca e Joaquim Gomes. Também foram registrados três desabamentos com cinco vítimas atendidas, uma retirada de vítima em área de risco e pelo menos 10 ocorrências de queda de árvores. Não há nenhuma vítima fatal em decorrência das chuvas.

Os município de Paripueira e Rio Largo também estão incluídos em estado de alerta, quando a situação tende a ser agravada. Paripueira, no litoral Norte do estado, ficou alagada nesta manhã. Ruas foram interditadas e moradores tiveram de deixar suas casas para ficar em segurança.

Pelo menos 250 pessoas estão em abrigos nos municípios mais afetados.



Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade