Alagoas, 26 de maio de 2022 23º min 26º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
CHEIA

Águas do São Francisco invadem municípios ribeirinhos em Alagoas e Sergipe

Tamara Albuquerque

22/01/2022 19h07

Águas do São Francisco inundam ruas e casas no município de Telha (SE)
Reprodução/Redes SociaisÁguas do São Francisco inundam ruas e casas no município de Telha (SE)

Municípios alagoanos já sentem o impacto do aumento da vazão do Rio São Francisco em Alagoas e Sergipe. Em Pão de Açúcar, por exemplo, as águas do rio invadiram o espaço de terra onde pequenos comerciantes locais construíram barracas e sobreviviam da venda de bebidas e comidas para turistas e nativos.

Com o aumento do nível das águas as barracas foram submersas e ficaram apenas com o teto à mostra. Em Sergipe, casas, bares e restaurantes da Prainha da Adutora do município de Telha também foram inundados. O aumento do nível do rio começou no dia 12 de janeiro e a Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) divulgou alerta para que as Prefeituras adotassem providências para evitar incidentes.

O aumento do nível do rio foi provocado pela abertura das comportas da Hidrelétrica de Sobradinho, na Bahia, e da Hidrelétrica de Xingó, entre Alagoas e Sergipe. Isso porque as fortes chuvas que caíram na Bahia e também em Minas Gerais, onde está localizada a nascente do rio, impactaram na elevação da sua bacia hidrográfica.

Esta semana a Associação dos Municípios Alagoanos entrou em contato com os prefeitos para orientação sobre como enfrentar a situação de cheia do Velho Chico. Em alguns município do Baixo São Francisco, prefeituras já estão com abrigos organizados para receber famílias que quiserem deixar as moradias até que o nível das águas recue.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade