Alagoas, 25 de janeiro de 2022 24º min 31º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
A PEDIDO DO MP

Justiça decreta prisão preventiva de homem que matou gari em ônibus

Com assessoria

30/11/2021 11h11

Renilson não resistiu aos golpes de faca e morreu antes de chegar o socorro
Reprodução/redes sociaisRenilson não resistiu aos golpes de faca e morreu antes de chegar o socorro

O Ministério Público do Estado (MPE) conseguiu, nesta terça-feira (30), a conversão da prisão em flagrante em prisão preventiva de Filipe Cristiano da Silva, que confessou ter assassinado o gari Renilson Freire de Souza, na segunda-feira, 29, dentro de ônibus, em Maceió.

O pedido foi feito pelo promotor de Justiça Thiago Chacon, que está no plantão neste feriado. A conversão da prisão ocorreu durante a audiência de custódia.

“Não há que se falar em ilegalidade do flagrante, como a defesa está pleiteando, pois o suspeito foi capturado logo após o fato e a polícia estava em permanente perseguição para sua captura. Também não vislumbramos elementos para apontar que ele seria inimputável, como seu advogado está parecendo querer justificar”, explicou Chacon.

Segundo Thiago Chacon, para o Ministério Público, o homicídio praticado pelo acusado tem características de ter sido cometido com duas qualificadoras, no entanto, isso ainda será melhor avaliado pela promotoria do Tribunal do Júri, com o despacho da investigação policial: “A princípio, estão configurados o motivo fútil e o recurso que tornou difícil a defesa da vítima, que foi morta a facadas”, completou o promotor de Justiça.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade