Alagoas, 30 de novembro de 2021 26º min 32º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
EM MACEIÓ

Confira os áudios enviados por pastor para aliciar sexualmente menina de 10 anos

Homem disse para garota que perder a virgindade com ele é um 'chamado de Deus'

Bruno Fernandes

25/11/2021 14h02 - Atualizado em 25/11/2021 14h02

Homem foi detido e levado para a delegacia após denúncia
Reprodução/Instagram/Pronto FaleiHomem foi detido e levado para a delegacia após denúncia

Áudios enviados pelo pastor de uma igreja evangélica localizada no bairro de Fernão Velho, em Maceió, nesta quarta-feira, 24, para uma criança de 10 anos à chantageando para poder tirar sua virgindade passaram a circular em grupos de mensagens no Whatsapp.

O homem de 45 anos, que não teve o nome divulgado devido à Lei de Abuso de Autoridade foi detido em flagrante depois de denúncias de assédio sexual realizadas por vizinhos e por uma tia da vítima.

"Você tem que vir, porque o espírito de morte está rodeando seu pai [...] Estou te esperando na porta da minha casa. Mais cedo é melhor. Entendeu?", diz o pastor em áudios que serviram como base para a prisão realizada pela Polícia Militar.

Em uma das mensagens enviadas, o homem pede inclusive para a criança enganar a mãe sobre seu paradeiro. "Você diz que é uma colega sua, de colégio. Você diz que ela tem 11 anos, e que eu vou lá entregar a palavra de Deus, e vai estar ela e a mãe dela. E que quando terminar você vai embora". Confira os áudios:

Jornal Extra de Alagoas · Pastor é detido em Maceió por aliciar sexualmente menina de 10 anos




Prisão

De acordo com a polícia, a equipe de militares foi acionada por vizinhos da vítima, que informaram que a menor estaria sendo

aliciada para fazer sexo com o homem e, durante o deslocamento, a polícia encontrou a tia da criança que também apresentou os áudios do pastor enviados para a menina.

O pastor foi localizado pelos policiais e levado para a delegacia para os procedimentos necessários. Ele foi autuado em flagrante pelo crime de violência sexual mediante fraude. A Polícia Civil vai investigar o crime.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade