Alagoas, 30 de novembro de 2021 26º min 32º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
DECADÊNCIA

Conselho de Transportes Coletivos recomenda extinção do contrato com a Veleiro

Tamara Albuquerque com Assessoria

25/11/2021 09h09

Conselho se reúne para tratar a situação da empresa Veleiro
Secom/MaceióConselho se reúne para tratar a situação da empresa Veleiro

O Conselho Municipal de Transportes Coletivos (CMTC), que tem como presidente o superintendente Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT), André Costa, recomendou à Prefeitura de Maceió a extinção do contrato de prestação de serviço pela empresa Veleiro. Foram pedidas providências em relação à concessionária. 

O Conselho argumenta que a extinção do contrato é motivada por descumprimento de cláusulas do contrato pela Veleiro. Caberá à SMTT decidir se vai aceitar a recomendação. 

Durante sessão do Conselho, que foi realizada nesta quarta-feira (24), a diretora do Sistema Integrado de Mobilidade de Maceió (SIMM), Paula Isanelle, também apresentou um relatório técnico com informações baseadas em demandas que partiram da sociedade por meio do WhatsApp do Transporte, um canal criado para receber denúncias dos usuários do transporte coletivo. Também foi analisado o longo histórico de infrações contratuais da empresa.

Após as denúncias, fiscalizações na empresa Veleiro constataram irregularidades na prestação dos serviços, denunciadas incansavelmente pelos usuários aos veículos de comunicação. Entre elas, descumprimento das Ordens de Serviço, não disponibilidade de GPS nos ônibus que operam na capital e mau estado de conservação dos veículos. Esta semana, um dos ônibus da Veleiro que estava operando de forma irregular no transporte intermunicipal foi recolhido pela SMTT de Rio Largo. O ônibus estava circulando sem condições de segurança, em total decadência.

Além desse diagnóstico, também foi constatado o descumprimento de cláusula contratual pela não participação da empresa Veleiro no Consórcio Operacional, um item que consta no edital do procedimento licitatório como obrigatório. Os representantes legais da empresa tiveram direito à exposição da defesa dos pontos apresentados na reunião.


Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade