Alagoas, 30 de novembro de 2021 26º min 32º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
DOIS SUSPEITOS MORRERAM

Operação desarticula quadrilha e apreende mais de R$ 3 milhões em drogas

SSP-AL

26/10/2021 08h08 - Atualizado em 26/10/2021 10h10

Ação policial
SSPAção policial

A Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) coordenou, nesta terça-feira, 26, uma operação integrada entre as Polícias Civil e Militar com o objetivo de prender integrantes de uma organização criminosa. Dois suspeitos morreram na ação. A operação foi denominada de Sufoco e cumpre 10 mandados de prisão e oito de busca e apreensão em Maceió e na zona rural de Garanhuns, em Pernambuco.

Até o momento, a operação resulta em seis prisões, sendo quatro em Maceió e duas em Garanhuns. Lá em Pernambuco, os dois alvos ao receberem voz de prisão atiraram contra as equipes policiais, que revidaram. Eles foram baleados e não resistiram aos ferimentos, vindo a óbito.

Em uma das residências de um dos alvos em Garanhuns, as equipes policiais apreenderam 70 quilos de cocaína, 1,150 kg de pasta base de cocaína, 1,8 kg de haxixe, além de duas prensas, uma pistola .40 e uma pistola calibre 765.

As drogas apreendidas estão avaliadas em mais de R$ 3 milhões. Os materiais apreendidos e os presos serão encaminhados para a sede da Deic, no bairro da Santa Amélia, em Maceió.


A operação Sufoco é fruto de um trabalho investigativo realizado pela DEIC, de forma integrada com o Batalhão de ROTAM.

Os mandados, expedidos pela 17ª vara Criminal da Capital, foram cumpridos em Maceió nos bairros do Santos Dumont e Pajuçara. Já em Pernambuco, a operação cumpre mandados na zona rural de Garanhuns.

De acordo com as investigações, parte das drogas comercializadas em Alagoas pela organização criminosa alvo da operação eram enviadas por um fornecedor de Garanhuns. A operação ganhou o nome de “Sufoco”, pois visa coibir de forma incisiva os grupos criminosos atuantes em nosso estado.

Para o cumprimento dos mandados durante a operação integrada, foram empregados policiais militares do Batalhão de ROTAM, do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) e do Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran). A Polícia Civil empregou policiais da DEIC, do Tigre e da ASFIXIA. Também participa da operação o Grupamento Aéreo da SSP. A operação em Pernambuco contou com o apoio também da 8ª DPRN (DENARC) e do Delegado Paulo Bicalho.

Atualização

Duas mulheres foram presas em flagrante lá em Garanhuns. Elas foram autuadas por tráfico e associação para o tráfico de drogas. Elas já tinham bastante tempo na residência com os criminosos e a casa realmente funcionava como laboratório de drogas.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade