Alagoas, 16 de setembro de 2021 23º min 28º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
ECONOMIA

Confiança do empresário do comércio de Maceió sobe 14,25%

Bruno Fernandes com assessoria

28/07/2021 16h04

Comércio voltou a funcionar em horário normal depois do último decretoiado
Sebrae/ALComércio voltou a funcionar em horário normal depois do último decretoiado

Após doze meses oscilando entre recuperação e queda, o indicador que mede a confiança do empresário do comércio na capital alagoana cresceu 14,25% em junho e julho (junho – 6,47% e julho – 7,31%), conforme sinaliza a pesquisa realizada pelo Instituto Fecomércio AL divulgada nesta quarta-feira, 28.

De acordo com a Fecomércio, com esse desempenho, o Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec) demonstra tendência de crescimento após a queda vista em maio, quando marcou 98,9 pontos; o menor resultado de 2021.

Com a recuperação, o indicador marcou 113 pontos neste mês de julho. Em termos comparados, na variação anual, o indicador está 59,8% acima do registrado no mesmo mês de 2020, quando fechou em 70,7 pontos.

“Vale lembrar que na época vivíamos um momento crítico de paralisação parcial das atividades econômicas causada pelo agravamento da pandemia de covid-19 nos primeiros meses de 2020, apresentando, portanto, índices muito abaixo da média”, avalia Victor Hortencio, assessor econômico da Federação.

Ainda de acordo com o economista, o segundo semestre de 2021 se inicia com indícios de recuperação econômica no tocante à expectativa do empresário do Comércio.

“Após um período profundamente crítico de incertezas e de colapso da saúde mundial, a vacinação em massa iniciada em janeiro de 2021, junto com os programas federais e estaduais, começou a mostrar seus reflexos positivos”.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade