Alagoas, 20 de junho de 2021 23º min 26º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
OPERAÇÃO LUZ

Operação de combate a pornografia infantil cumpre mandados em Alagoas

Polícia Federal deflagra busca por alvos em 18 estados e cinco países

Tamara Albuquerque

09/06/2021 09h09 - Atualizado em 09/06/2021 12h12

Agentes cumprem 176 mandados de busca em 18 estados do país contra pornografia infantil
Divulgação/Polícia CivilAgentes cumprem 176 mandados de busca em 18 estados do país contra pornografia infantil

O Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) deflagrou, nesta quarta-feira (9), uma operação de combate a crimes de abuso e exploração sexual praticados na internet contra crianças e adolescentes em Alagoas. Essa é oitava fase da Operação Luz na Infância. Ao todo, são cumpridos 176 mandados de busca e apreensão em 18 estados e cinco países.

Em território brasileiro as ações são nos estados de Alagoas, São Paulo, Rio de Janeiro, Pará, Espirito Santo, Rondônia, Mato Grosso, Paraná, Ceará, Goiás, Mato Grosso do Sul, Santa Catarina, Rio Grande do Norte, Piauí, Bahia, Maranhão, Amazonas e Rio Grande do Sul. Os países investigados são Argentina, Estados Unidos, Paraguai, Panamá e Equador. No Brasil, a operação conta com apoio da Polícia Civil.

Um primeiro balanço da operação indica que até às 10h desta quarta, 41 pessoas haviam sido presas em flagrante, 27 no Brasil, quarto no Paraguai e dez na Argentina. Em suas sete edições anteriores, realizadas entre 2017 e 2020, a Luz na Infância já cumpriu mais de 1.450 mandados de busca e apreensão e prendeu cerca de 700 suspeitos de praticarem crimes cibernéticos de abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes em todo o Brasil e nos países participantes da ação.

As penalidades para os crimes investigados variam de um a oito anos de prisão. Quem armazena material de pornografia infantil pode cumprir pena de um a quatro anos de reclusão. Já para quem compartilha, a pena prevista é de três a seis anos. A punição para quem produz esse tipo de material é de quatro a oito anos de prisão.

Em fevereiro do ano passado a Operação Luz na Infância prendeu em flagrante 43 pessoas na sua 6ª fase. Foram cumpridos, na ocasião, 112 mandados de busca e apreensão para identificar autores de crimes de abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes

Do total de prisões, 19 foram em São Paulo, nove em Santa Catarina, seis no Paraná, quatro em Mato Grosso do Sul, duas no Ceará, uma no Rio Grande do Sul, uma em Mato Grosso e uma em Goiás. Também havia alvos em Alagoas, Acre e Piauí. Ao todo, 579 policiais estão atuando nas diligências.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade