Alagoas, 08 de maio de 2021 24º min 28º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
DECISÃO DO MS

Quase cinco mil presos serão vacinados contra a covid-19 em Alagoas

Não há casos ativos de covid-19 em pessoas no Sistema Prisional do Estado

Bruno Fernandes

04/05/2021 16h04 - Atualizado em 05/05/2021 01h01

Hospital de Campanha foi montado no antigo Presídio Santa Luzia
DivulgaçãoHospital de Campanha foi montado no antigo Presídio Santa Luzia

A decisão do Ministério da Saúde de incluir presos no grupo prioritário para imunização contra a covid-19 causou protesto de alagoanos, principalmente nas redes sociais, ao longo desta terça-feira, 4. Nas redes, a população questiona o fato de pessoas que respondem a crimes serem imunizadas primeiro que cidadãos sem pendências com a Justiça.

Segundo dados da Secretaria de Estado da Ressocialização e Inclusão Social (Seris), 4.902 reeducandos do Sistema Prisional de Alagoas devem ter acesso ao imunizante até o final deste ano.

Ainda de acordo com a pasta, não há nenhum caso ativo de covid-19 entre as pessoas no Sistema Prisional do Estado e, embora não possua casos ativos, há nove casos em investigação e 91 foram confirmados desde o início da pandemia, mas todos se curaram.

Em vídeo nas redes sociais, o governador Renan Filho destacou que os grupos foram definidos pelo Ministério da Saúde e que os presos serão imunizados de acordo com o Plano, e após a vacinação das pessoas com mais de 60 anos de idade, dos trabalhadores da saúde, e dos povos indígenas, quilombolas e ribeirinhos.

“Vacinar os presos e profissionais do sistema prisional é preconizado na Campanha Nacional de Vacinação e nós temos que vacinar a todos, sim, até porque quem está recluso de liberdade está sob a tutela do Estado. Essas pessoas também precisam ser vacinadas”, ressaltou. “Mas nós vamos seguir com a vacinação de toda a população e seguir com Alagoas dando exemplo de vacinação ao Brasil”.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade