Alagoas, 08 de maio de 2021 24º min 28º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
MACEIÓ

Avenida que margeia o Salgadinho está afundando

Tamara Albuquerque

18/04/2021 09h09

Prefeitura anuncia despoluição do Riacho Salgadinho
Cortesia ao EXTRAPrefeitura anuncia despoluição do Riacho Salgadinho

A Avenida Humberto Mendes, que margeia o Salgadinho, está afundando. A informação está no projeto de despoluição do riacho - que virou esgoto -, anunciado pelo prefeito João Henrique Caldas (JHC) e que prevê investimentos de R$ 77,1 milhões, em 18 meses.

Em matéria publicada no Jornal EXTRA, o repórter Odilon Rios mostra que a proposta de despoluição da Praia da Avenida aponta que é preciso conter a “erosão regressiva” no Salgadinho, com “reparação das paredes laterais”, evitando o afundamento da avenida.

O projeto prevê que haverá requalificação das calçadas do Salgadinho, implantação de ciclovias, modernização da iluminação pública, implantação de paisagismo e mobiliário urbano, criação de espaços de convivência e travessias de um lado a outro do riacho.

Atestou-se que a vazão dos riachos Reginaldo (que quando passa à planície litorânea recebe o nome de Riacho Salgadinho), Pau d’Arco, Sapo e Gulandim nos meses de pouca chuva é formada pelos esgotos e águas servidas “provenientes das ocupações precárias das grotas e margens desses riachos”. Material que não deve chegar às praias “pois polui e dissemina doenças de veiculação hídrica aos frequentadores da orla”.

No entanto, o projeto não inclui ações de educação ambiental nem um grau de eficiência do sistema público de coleta para se evitar que sejam jogados, ao longo desses canais interligados ao Salgadinho, lixo ou metralhas de construção. O repórter apurou que não está definido no projeto como a Prefeitura pretende colocar em prática uma política habitacional que dê aos moradores acesso a moradias dignas e com infraestrutura adequada.

“Sem isso, a solução definitiva para a despoluição do Riacho Salgadinho e da Praia da Avenida parece ser um sonho, realizado apenas no universo delirante da propaganda eleitoral”, enfatiza a matéria.

Leia a matéria completa na edição do Extra nas bancas!

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade