Alagoas, 23 de abril de 2021 24º min 29º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
ALAGOAS

Municípios em situação de emergência voltam a receber água da Operação Pipa

Tâmara Albuquerque

29/03/2021 08h08 - Atualizado em 29/03/2021 09h09

Operação comanda pelo Exército retoma abastecimento em 42 municípios de Alagoas
Ascom AMAOperação comanda pelo Exército retoma abastecimento em 42 municípios de Alagoas

O abastecimento de água potável voltou à normalidade em 42 municípios de Alagoas beneficiados pela Operação Pipa, sob o comando do Exército. A operação havia sido suspensa há mais de um mês para comunidades no Sertão e Agreste do estado por questões orçamentárias. 

Com a sanção do PLN 01/2021, pelo presidente Bolsonaro, a operação passou a ter recursos garantindo e retorna a captar e distribuir água para os mais de 137 mil alagoanos que não têm outro acesso a água para consumo humano, uma situação dramática sem precedentes em pleno pico da pandemia de coronavírus. 

O presidente da AMA, prefeito Hugo Wanderley, comemorou o retorno do programa e afirmou que a operação  é essencial para a sobrevivência dos sertanejos.

Atualmente, 40 municípios de Alagoas estão em situação de emergência decretada em decorrência da estiagem: Água Branca; Arapiraca; Batalha, Belém, Belo Monte, Cacimbinhas, Canapi, Carneiros, Coité do Nóia, Craíbas, Delmiro Gouveia, Dois Riachos, Estrela de Alagoas, Girau do Ponciano, Igaci, Inhapi, Jacaré dos Homens, Jaramataia, Lagoa da Canoa, Major Izidoro, Maravilha, Mata Grande, Minador do Negrão, Monteirópolis, Olho d’Água das Flores, Olho d’Água do Casado, Olho d’Água Grande, Olivença, Ouro Branco, Palestina, Palmeira dos Índios, Pão de Açúcar, Pariconha, Piranhas, Poço das Trincheiras, Quebrangulo, Santana do Ipanema, São José da Tapera, Senador Rui Palmeira e Traipu.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade