Alagoas, 04 de março de 2021 25º min 29º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
CRIME

Polícia Federal prende mulher por aquisição de moeda falsa

Redação com Assessoria

22/02/2021 17h05

Polícia Federal prendeu em flagrante mulher que recebia correspondência contendo cédulas falsas
Ascom PFPolícia Federal prendeu em flagrante mulher que recebia correspondência contendo cédulas falsas

A Polícia Federal prendeu em flagrante na tarde desta segunda-feira, 22,  uma mulher no momento em que recebia correspondência contendo cédulas falsas procedentes de Belo Horizonte.

A inteligência da Polícia Federal em Brasília alertou a Polícia Federal em Alagoas que uma encomenda poderia estar trazendo cédulas falsas para Maceió. Tendo conhecimento das informações, as policiais federais passaram a realizar diligências que pudessem levar à localização da encomenda e à identificação do destinatário, bem como a pessoa que adquiriu as cédulas falsas, buscando a confirmação da ilicitude.

A ação teve seu desfecho quando os policiais federais identificaram a destinatária da encomenda suspeita. Ela foi abordada pelos policiais federais que solicitaram a abertura do envelope. Ficou constatado, no interior do envelope, que havia 10 cédulas de R$ 100,00 falsas, totalizando o valor de R$ 1.000,00.

A mulher recebeu voz de prisão em flagrante pela prática de crime de moeda, foi conduzida para a Sede da Polícia Federal em Alagoas onde confessou que adquiriu as cédulas. Foi indicada pelo crime de adquirir moeda falsa e ficará à disposição da Justiça Federal, sujeitando-se à pena de até 12 anos de reclusão.

Após a autuação, a presa será encaminhada para exame de corpo de delito no IML (Instituto de Medicina Legal de Maceió) e, em seguida, para a audiência de custódia na Justiça.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade