Alagoas, 03 de dezembro de 2021 26º min 32º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
ETA CARDOSO

Afundamento de solo atinge estação de tratamento de água em Bebedouro

Casal entra com processo no MPF para ser indenizada pela Braskem

Tamara Albuquerque

22/02/2021 14h02 - Atualizado em 23/02/2021 08h08

Estação de Tratamento de Água em Bebedouro
CasalEstação de Tratamento de Água em Bebedouro

A Estação de Tratamento de Água do Sistema Catolé-Cardoso (ETA Cardoso), que fica no bairro de Bebedouro, está sendo afetada pelo fenômeno do afundamento de solo provocado pela mineração da Braskem. A deterioração da estação está em processo acelerado e a Companhia de Abastecimento de Água e Saneamento de Alagoas (Casal) já entrou com processo junto ao Ministério Público Federal (MPF) para ser indenizada pela mineradora. 

A estação, que funciona desde 1947, faz parte do Sistema Catolé-Cardoso e abastece 20% da cidade de Maceió. São 1.085 metros cúbicos por hora de água tratada direcionados à região da orla lagunar, Bebedouro e a Chã de Bebedouro.

O diretor-presidente da Casal, Wilde Clécio de Alencar, informa que a estação não tem comunicação com outros sistemas de tratamentos de água para consumo humano, o que significa, que não existe condições de interligá-la nem substituir a estação por outra. "Trata-se de um sistema isolado. Assim, não se pode dele prescindir antes de se ter uma solução para o caso. A estação vem se degradando ao longo dos últimos 15 anos, mas houve um agravamento nos últimos meses", informou. Na avaliação de Alencar, o fenômeno geológico que acomete os bairros de Bebedouro e Mutange também afeta a estação.

No mapeamento setorial, produzido em função do afundamento no solo nos bairros de Maceió, a estação de tratamento está apontada às margens da área de risco.

Cerca de 10 engenheiros e técnicos de nível médio trabalham no local, sendo cinco no sistema de captação da barragem e cinco na ETA Cardoso. Sobre esta situação, representante da Braskem já comunicou que a postura da empresa é de cooperação e que vem tratando sobre o assunto com a Casal desde novembro de 2020.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade