Alagoas, 01 de março de 2021 24º min 27º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
PAUTA TÉCNICA

CREA de Alagoas busca parceria com a Ufal para valorizar profissionais da engenharia

Redação com Assessoria

27/01/2021 18h06

Josealdo Tonholo, reitor da Ufal, e Rosa Tenório, do CREA-AL
AssessoriaJosealdo Tonholo, reitor da Ufal, e Rosa Tenório, do CREA-AL

A presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Alagoas (Crea-AL), Rosa Tenório, defende a criação de um Fórum das Engenharias e Geociências que possa atuar na valorização dos futuros profissionais e no cadastramento dos dados dos egressos no banco de informações do conselho.

Rosa Tenório esteve reunida com o reitor da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), Josealdo Tonholo, tratando sobre assuntos que aproximem o corpo acadêmico com a entidade profissional, inclusive em projetos que contribuam com as demandas sociais.

“São os profissionais da Engenharia que fazem o desenvolvimento acontecer. Esse é o protagonismo que precisamos ter em Alagoas. Esta aproximação com a universidade valoriza nossos futuros profissionais. Para cada encontro com as instituições de ensino, preparamos pontos de discussão, como por exemplo, a criação de um calendário de palestras e um evento periódico de premiação exclusivo para os estudantes e no cadastramento dos dados dos egressos em nosso Sistema”, disse Rosa.

Fórum

Na busca de um canal para atender as demandas do Conselho, foi sugerida a criação de um grupo de trabalho chamado “Fórum das Engenharias e Geociências”, que vai contar com a participação coordenadorias dos cursos da universidade. O objetivo é também contribuir com pautas técnicas que ajudem no desenvolvimento do estado, podendo servir como um braço colaborativo do poder Executivo.

O reitor Josealdo Tonholo destacou a importância de melhor aproveitar a visão técnica que as instituições têm para Alagoas. “Temos uma grande responsabilidade social no desenvolvimento de Alagoas. Somos referência na área tecnológica com nossos 22 cursos ligados ao Crea-AL. Não podemos nunca abrir mão de utilizar nossa capacidade coorporativa. Seja na contribuição de algum estudo relacionado na implantação de determinada ciclovia ou até nas opiniões que ajudem os nossos representantes a resolver ou minimizar problemas das nossas cidades”, destacou.


Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade