Alagoas, 08 de março de 2021 24º min 30º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
CORONAVÍRUS

Municípios pretendem vacinar 60% dos profissionais da Educação até março

O objetivo é elaborar em conjunto uma nota de orientação e um plano de imunização para sugerir aos municípios

Bruno Fernandes com assessoria

15/01/2021 15h03

Profissionais da Educação também terão prioridade, segundo AMA
Agência AlagoasProfissionais da Educação também terão prioridade, segundo AMA

Os municípios de Alagoas pretendem vacinar cerca de 60% dos profissionais da Educação até o dia 1º de março deste ano, segundo informou o vice-presidente da Associação dos Municípios Alagoanos (AMA), o médico e prefeito de Maragogi, Fernando Sérgio Lira durante reunião com seus respectivos representantes.

A associação se reuniu nesta sexta-feira, 15, com o Conselho de Secretários Municipais de Saúde (Cosems) para discutir estratégias e orientar os prefeitos. O objetivo é fazer alguns estudos para elaborar em conjunto uma nota de orientação e um plano de imunização para sugerir aos municípios.

De acordo com o vice-presidente, o plano é levar os estudantes de volta para as escolas e evitar prejuízos no processo educacional, como o calendário letivo atrasado. A ideia é vacinar 40 a 60% dos profissionais da educação antes do retorno das aulas, que será no dia 1 de março.

"Com base no plano anterior do Influenza, o Cosems está finalizando o plano para covid-19 que servirá de orientação para o Governo Estadual e os municípios", informou a entidade.

O objetivo é finalizar o quanto antes para possibilitar a vacinação imediata, logo depois da liberação do Ministério da Saúde. Após o plano pronto, os gestores precisam da aprovação do Conselho de Saúde para evitarem fraudes.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade