Alagoas, 08 de março de 2021 24º min 30º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
EDUCAÇÃO SUPERIOR

Ufal terá orçamento encolhido em 24% este ano, diz reitor

Tamara Albuquerque

11/01/2021 11h11

Reitoria da Ufal, em Maceió
UfalReitoria da Ufal, em Maceió

A Universidade Federal de Alagoas (Ufal) deve ser afetada com um corte de 24% em seu orçamento para este ano, o que exigirá um novo planejamento de gastos e de pagamento dos contratos já firmados. Segundo o reitor Josealdo Tonholo o corte no repasse dos recursos federais está previsto pelo Ministério da Educação (MEC), em decorrência da Lei orçamentária Anual (Loa).

"A previsão é de que a ufal tenha acesso à R$ 51 milhões no orçamento 2021, mas nossos contratos totalizam R$ 61 milhões". O reitor denunciou que a Educação é tratada com descaso pelo governo federal, assim como a área da Saúde. O reitor informa que a instituição se prepara pra o retorno dos alunos e que isso implicará em custos, já que será preciso se adequar às normas sanitárias, inclusive ampliando o número de salas de aula para não haver aglomeração.

Ele cita aumento nas despesas futuras, como conta de energia, higienização, e na assistência aos alunos em vulnerabilidade. Segundo o reitor, a maior preocupação é com os serviços ofertados a esses estudantes.

"A Ufal tem o maior grau de vulnerabilidade social per capita do Brasil e a segunda maior Universidade do país de número total de pessoas vulneráveis, conforme dados do MEC. Uma preocupação é como é que vai ficar a assistência estudantil. Esperamos que os cortes na assistência não sejam significativos". 


Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade