Alagoas, 19 de janeiro de 2021 24º min 28º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
MEIO AMBIENTE

Derramamento de melaço provoca mortandade de peixes no Rio Jacuípe

Redação

24/11/2020 13h01 - Atualizado em 24/11/2020 18h06

Melaço atingiu Rio Jacuípe
Redes SociaisMelaço atingiu Rio Jacuípe

Um derramamento de melaço supostamente causado por uma explosão num dos tanques da Usina Porto Rico, no município Campo Alegre, chegou na manhã desta terça-feira, 24, ao Rio Jacuípe e já causa danos irreparáveis ao meio ambiente, como a mortandade de peixes.

A explosão teria acontecido nesta segunda-feira, 23, mas o motivo ainda é desconhecido. Equipes do Instituto do Meio Ambiente de Alagoas foram enviadas ao local para averiguar o nível do dano ambiental. Em nota distribuída no início desta noite, a direção da empresa admite o incidente e diz ter adotado medidas para sanar os efeitos danosos ao meio ambiente. Esclarece, ainda, que não houve nenhuma vítima ferida na ocorrência. (Veja nota ao final)

Coletas serão realizadas em diferentes pontos do rio para identificar a origem e o grau de danos causados. Pesquisadores da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) também estão na região.

Os moradores das comunidades ribeirinhas denunciam que o produto seria a causa da morte de peixes no rio e foram orientados a não aproveitar o pescado na alimentação. A usina deve ser multada pela poluição no rio. 

NOTA OFICIAL.

Considerando os recentes acontecimentos relacionados à empresa Industrial Porto Rico S/A (“Porto Rico”) no dia de ontem, em relação ao grande incidente quanto ao vazamento do tanque de melaço (envolvido no processo produtivo de etanol),utilizamo-nos da presente para fazer alguns esclarecimentos:

1 – Como é de notório saber, a Industrial Porto Rico é a empresa agroindustrial que há mais de 40 (quarenta) anos é agente geradora de emprego e renda para a região de Campo Alegre e municípios circunvizinhos, sendo geradora de mais de 4000 (quatro mil postos) de empregos diretos e indiretos.

2 – A Industrial Porto Rico é uma das poucas usinas de Alagoas que vem conseguindo se manter firme com a crise que assola ao setor sucroenergético (“sucroalcooleiro”) de Alagoas ao longo da última década; e tudo isso graças ao cuidado de manter investimentos tanto na sustentabilidade ambiental quanto no desenvolvimento social das regiões em que atua; tudo, evidentemente, em razão do compromisso social que sempre caracterizou a condução dos seus negócios.

3 – Ontem, num enorme susto, tivemos o vazamento de um tanque de melaço, causando grande sujeira no seu parque industrial, porém – com a proteção de Deus!– sem existir nenhuma vítima (nem acidental, nem muito menos fatal).

4 – A “Industrial Porto Rico” informa que, por iniciativa própria, entrou em contato com os Órgãos Ambientais para narrar o ocorrido, a fim de que, em conjunto, pudessem averiguar a existência (ou não) de danos ambientais; e, acaso existentes, as medidas que precisam ser tomadas.4.1 – Em tempo, a Industrial Porto Rico comunica que imediatamente após o vazamento tomou todas as atitudes próprias (necessárias e urgentes no momento) para conter (ou minimizar) qualquer dano que pudesse vir a ocorrer. E, em sequência, manter-se-á ainda mais vigilante, adotando todas as medidas gradativas (ouvindo aos seus Técnicos e aos Órgãos Públicos) para que sejam evitados eventuais danos.

5 – Assim, a Industrial Porto Rico conta com o apoio daqueles envolvidos nessa relação, e permanecerá seguindo da forma mais esclarecedora e transparente, com a consciência do importante papel que desempenha nessa difícil fase que se faz preciso ultrapassar para atingir sucesso nos caminhos para o futuro.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade