Alagoas, 25 de novembro de 2020 24º min 28º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
IMBRÓGLIO

Juiz suspende contrato de venda de terreno da Seagra por irregularidades

José Fernando Martins

22/11/2020 06h06

Sede da Seagra
Foto: DivulgaçãoSede da Seagra

Saiu, nesta semana, mais um capítulo da novela sobre a venda do imóvel da Sociedade dos Engenheiros Agrônomos de Alagoas (Seagra).

Recurso impetrado pelos advogados da diretoria anterior da entidade no Tribunal de Justiça (TJ) rendeu na suspensão do contrato de venda por irregularidade no procedimento. 

A decisão é do juiz Carlos Cavalcanti de Albuquerque Filho, da 1°Câmara Cível. 

"Em resumo uma vitória parcial importante para a nossa causa. Início de dezembro, faremos uma reunião para atualização de informações e discutir nossas estratégias e futuros passos", informou o grupo que faz parte da antiga diretoria ao EXTRA.

"A opção de venda [da sede da Seagra] foi equivocada por envolver quase 50% do valor negociado, com permuta por imóveis residências (apartamentos), e ainda, sendo o valor de venda avaliado do terreno, muito aquém, caso fosse decidido negociar por exemplo, através de uma incorporação", defenderam. 


Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade