Alagoas, 20 de outubro de 2020 24º min 28º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
PESQUISA DO IBGE

Quase 65% dos alagoanos receberam auxílio emergencial em agosto

O valor médio do benefício recebido foi de R$ 901 por domicílio

Bruno Fernandes

23/09/2020 14h02

Auxílio é para amenizar dificuldades causadas pela covid-19
Barbara Batista/Agência Senado Fonte: Agência SenadoAuxílio é para amenizar dificuldades causadas pela covid-19

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelou nesta quarta-feira, 23, que pela terceira vez, Alagoas registrou aumento no percentual de domicílios que receberam qualquer tipo de auxílio emergencial relacionado à pandemia do novo coronavírus.

Segundo o levantamento, a taxa era de 57,1% em maio, passou para 60,5% em junho, alcançou 62,8% em julho e chegaram a 63,5% em agosto. Alagoas ficou atrás apenas do Amapá (71,4%), Maranhão (65,5%) e do Pará (64,5%).

O benefício é destinado aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), autônomos e desempregados e tem por objetivo fornecer proteção emergencial no enfrentamento à crise causada pela pandemia da Covid-19.

No Brasil, mais da metade da população vivia em lares beneficiados por algum tipo de auxílio relacionado à pandemia em agosto. Dos 211,154 milhões de habitantes do País, 107 milhões moravam em domicílios em que ao menos uma pessoa da família recebia alguma ajuda emergencial.

A proporção de domicílios que recebeu algum auxílio relacionado à pandemia diminuiu de 44,1% em julho para 43,9% em agosto, totalizando 30,1 milhões de lares contemplados.

O valor médio do benefício recebido foi de R$ 901 por domicílio. Os auxílios pesquisados incluem não apenas o auxílio emergencial, mas também a complementação do governo pelo Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda, o que ajuda a explicar a incidência de recebimento de benefício entre domicílios com renda mais elevada.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade