Alagoas, 21 de outubro de 2020 24º min 28º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
PRÊMIO SELMA BANDEIRA

Criadora da Lei Aldir Blanc e jogadora Marta entre as homenageadas

Maria Salésia

20/09/2020 08h08

O Prêmio Selma Bandeira chega à sua 10ª edição e este ano, devido a pandemia do novo coronavírus, acontecerá em novo formato e data. O evento será realizado no próximo dia 22, terça-feira, no Museu da Imagem e do Som (Misa), em Maceió, com público reduzido. Apenas alguns homenageados e pessoal da técnica e cerimonial marcarão presença, todos com máscaras, distanciamento, medição de temperatura e uso de álcool em gel. A honraria é destinada a mulheres com relevante atuação no desenvolvimento social, político, econômico e cultural de Alagoas e do Brasil.

Nesta edição, 20 personalidades serão homenageadas. O Prêmio Selma Bandeira foi criado há 10 anos pelos produtores culturais Marcus Assunção e Fafá Rocha sob a coordenação de Marina Fortes e Leonardo Fortes. Mulheres do campo, marisqueira e de diferentes classes sociais e ramos de atuação serão contempladas com a premiação.

As estrelas deste ano são mulheres fortes e guerreiras como: Izaura Jatobá, uma das poucas mulheres no Brasil a gerenciar uma concessionária de caminhões- a Alagoas Diesel; Fabiola Lisboa - psicóloga; deputada federal Tereza Nelma; deputada federal Jandira Feghali do Rio de Janeiro - criadora da Lei Emergencial Aldir Blanc, para socorrer a todos os segmentos da Cultura; Solange Outro que pode ser beneficiado pelas brechas da lei é Marcos José Dias Viana, o Marcos Madeira, ex-prefeito de Maragogi que também pretende voltar ao Executivo. Embora tenha contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas da União (TCU) e esteja na lista de inelegíveis, a assessoria jurídica do candidato afirma que Madeira poderá concorrer às eleições. Em nota à imprensa, o advogado Luiz Vasconcelos Netto informou que “Marcos Madeira encontra-se plenamente elegível, fato que já foi reconhecido pela Justiça Eleitoral no último pleito quando deferiu seu registro de candidatura para o cargo de deputado estadual analisando a mesma rejeição das contas”.

“Ainda, o deferimento da candidatura Marcos Madeira não pode ter outro caminho, visto que a rejeição das contas de Marcos Madeira não se enquadra nos requisitos previsto no art. 1°, I, alínea g da LC 64/90. Referido dispositivo de Lei Complementar exige que as contas tenham sido rejeitadas por irregularidade insanável, o que não fora o caso e por ato doloso de improbidade, o que também não foi atribuído. Assim, faltando qualquer um dos requisitos citados, a referida desaprovação das contas, jamais Arruda - artista plástica; Esvalda Bettencourt, secretária da Seprev AL; executiva Industrial -Help Nunes; blogueira, jornalista e radialista Grazzi Duarte do Estadão de Palmeira dos Índios; Ione Malta da Interface -umas das maiores corretora de imóveis de Alagoas; Noracy Pedrosa in memoriam - umas das maiores amigas e incentivadora de Selma Bandeira; Irá Carvalho- umas das mulheres mais dinâmicas e expressivas no segmento de shows e eventos da Bahia; Gigi Acyoly- jornalista e colunista social; Petrolina Lyra- superintendente e técnica da Secult/AL; Claudia Piati- diretora de marketing da Fiea; Roberta Bomfim- procuradora federal; dona Coca- marisqueira do Mercado da Produção há mais de 40 anos; Viviane Senna- do Instituto Ayrton Senna; Marta Vieira da Silva - jogadora de futebol e representante das mulheres no esporte. 

Marcus Assunção relembra que antes de começar a honraria, a equipe organizadora entrou em contato com a família Bandeira, que todos os anos é convidada para o evento. A cada edição mais de 300 nomes são pesquisados, cabendo à comissão técnica o cuidado de selecionar as 20 homenageadas. Nestas 10 edições, o produtor cultural disse que um dos melhores momentos do Prêmio foi a homenagem à matriarca da família Bandeira, dona Alexandrina Bandeira Mendes, em seu centenário que esteve presente ao evento. “Momento de muita emoção para todos os presentes, principalmente o nosso que criamos e realizamos o Prêmio Selma Bandeira”, afirmou. Com realização das empresas Fortes, Serviços e Eventurs Ltda, o prêmio acontecerá dentro de uma programação cultural do Festival Dendi di Casa, criado pela Secretaria de Estado da Cultura. A iniciativa conta, ainda, com apoio do Sebrae, Sucos Pindorama, Secult/ AL, Secom/AL, Ibratin, Alagoas Diesel, Carajas, Pitu, Risco Zero e Natura. “Uma médica e mulher destemida. Guerreira e politicamente correta. Respeitada até os dias de hoje. 

Selma Bandeira e sua história continuam muito vivas entre nós. Temos a preocupação de deixarmos sempre vivo o seu nome com muito carinho e respeito”, exaltou Marcus Assunção. 

O PRÊMIO 

O Troféu Selma Bandeira foi criado pelo Decreto 6.393, de 9 de março de 2004. A homenagem reaviva a postura da combativa médica e deputada Selma Bandeira, defensora da cidadania e de melhores condições de vida para a população alagoana, dos direitos e da igualdade para as mulheres. A criação foi em homenagem ao 8 de Março- Dia Internacional da Mulher- e por isto foi escolhido um nome expressivo que representasse a mulher alagoana, a mulher de luta brasileira. O nome Selma Bandeira foi unânime. 

Selma Bandeira é natural de Delmiro Gouveia. Nascida no dia 1º de janeiro de 1944, a médica destacou-se pela militância política, chegou a ser deputada estadual em Alagoas entre os anos de 1983 e 1986. Sua atuação política se deu principalmente em Recife, onde participou da fundação do Partido Comunista Revolucionário (PCR) em maio de 1966, com Amaro Luiz de Carvalho (Capivara), Manoel Lisboa de Moura, Valmir Costa e Ricardo Zarattini.

Foi presa e posta em liberdade no dia 17 de outubro de 1968, após ser indiciada na Lei de Segurança Nacional, respondendo a Inquérito Policial Militar. Após retornar a Maceió, ingressou no partido do Movimento Democrático Brasileiro (MDB) e atuou como médica sanitarista. Em 1982 foi eleita para a Assembleia Legislativa Estadual. Selma Bandeira faleceu aos 42 anos de idade em um acidente automobilístico, no dia 7 de setembro de 1986, quando participava da campanha para deputada federal.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade