Alagoas, 21 de setembro de 2020 23º min 27º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
PILAR

Vereador terá que se retratar por acusações contra prefeito Renato Filho

Bruno Fernandes

14/09/2020 16h04 - Atualizado em 14/09/2020 17h05

O vereador Paulinho Bugarim durante sessão na Câmara de Vereadores
Arquivo PessoalO vereador Paulinho Bugarim durante sessão na Câmara de Vereadores

O vereador do município de Pilar, Paulo Cavalcante Soares, conhecido como Paulinho Bugarim, terá que publicar em suas redes sociais uma retratação acerca das acusações feitas contra o prefeito Renato Filho e a primeira-dama, Cecília Rocha.

A decisão foi proferida pela juíza Renata Malafaia, da Vara de Pilar, nesta segunda-feira, 14. Além do vídeo, a juíza determinou um prazo de 72 horas pra que a retratação aconteça. "A gestão que mais desviou dinheiro do município do Pilar", seja publicada.

Apesar de ter imunidade parlamentar por ser vereador, foi comprovado que o "réu não estava no município de Pilar, onde ocupa o cargo de vereador, no momento em que lança as ofensas em desfavor do autor, mas sim na cidade de Atalaia, afastando-se, assim , ao menos a princípio a sua imunidade parlamentar", diz um trecho.

O prazo começa a contar a partir do recebimento da intimação pelo vereador, e a retratação – também em vídeo – deve ser publicada nas redes sociais de Paulo Fofoca. O descumprimento da sentença está sujeito a pena de multa de mil reais por dia, até o limite de R$ 20 mil.

Vale lembrar que o vereador chegou a ser preso em junho de 2019 em sua residência após ameaçar a esposa do, Renato Filho.

Paulo Cavalcante Soares, o “Paulinho Bugarim” (PSC) descumpriu medida protetiva em favor da primeira-dama do município do Pilar (AL), Cecília Lima Herman Rocha, com base na Lei Maria da Penha.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade