Alagoas, 20 de outubro de 2020 24º min 28º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
AULAS ONLINE

Estudantes da Ufal já podem se inscrever para receber Internet gratuita

Pacotes de dados serão distribuídos através de chips de telefonia móvel

Bruno Fernandes com assessoria

09/09/2020 13h01

Estudantes podem conferir edital disponibilizado pela instituição
DivulgaçãoEstudantes podem conferir edital disponibilizado pela instituição

A partir desta quarta-feira, 9, estudantes matriculados na graduação da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) ou na Escola Técnica de Arte, cuja renda familiar per capita seja de até um salário mínimo e meio mensal, poderão se inscrever no projeto para receber internet gratuitamente.

Os pacotes de dados de internet de cinco até 40 gigabytes mensais serão distribuídos através de 11.313 chips de telefonia móvel de empresas selecionadas por meio de convênio com a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) e o Ministério da Educação (MEC).

Para a inscrição, o estudante que atenda ao pré-requisito deve preencher a Declaração de Composição Familiar e Renda e enviar até as 17h do dia 15 de setembro, exclusivamente por meio do preenchimento do formulário que se encontra disponível no endereço eletrônico.

“A partir da aprovação da resolução do PLE, a Ufal discutirá, agora, o calendário acadêmico para definir quando as atividades remotas serão iniciadas. A expectativa da Universidade, em especial dos estudantes, é retomar com as atividades de ensino em outubro”, afirmou o pró-reitor Estudantil, Alexandre Lima.

A lista de estudantes selecionados será divulgada no dia 17 de setembro de 2020, no portal. Confira o edital completo aqui. Apesar da distribuição dos chips, o calendário de aulas ainda não foi divulgado pois aguarda a aprovação do Ministério da Educação.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade