Alagoas, 27 de setembro de 2020 23º min 27º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
IMPACTOS AMBIENTAIS

MPE recomenda paralisação na construção de barragens no Canal do Sertão

Denúncia de falta de estudos foi realizada pelo deputado estadual Davi Maia

Bruno Fernandes com assessoria

09/09/2020 12h12

Trecho IV do Canal do Sertão Alagoano foi vistoriado pelo ministro Rogério Marinho em junho
Agência AlagoasTrecho IV do Canal do Sertão Alagoano foi vistoriado pelo ministro Rogério Marinho em junho

O Ministério Público Estadual (MPE) recomendou nesta quarta-feira, 9, a suspensão da construção de 25 barragens que seriam instaladas ao longo dos primeiros 65 km do Canal do Sertão.

A denúncia de possível irregularidade foi feita pelo deputado estadual Davi Maia (DEM) para. No pedido, Maia alega que o Governo de Alagoas pretendia gastar mais R$ 21. 469.912,73 na construção das barragens sem apresentar estudos do impacto ambiental.

As obras utilizarão recursos do Fundo de Combate e Erradicação da Pobreza (Fecoep) e contemplariam os municípios de Delmiro Gouveia, Pariconha e Água Branca.

"Percebemos que a tecnologia utilizada nessa obra é muito antiga e a obra vai gerar danos ao meio ambiente. Além disso, a liberação dos recursos teve como base apenas um pré-projeto", diz Davi Maia.

A obra que já custou mais de R$ 2.5 bilhões só dos cofres federais recebeu mais um aporte de R$ 36,04 milhões do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) no mês de junho deste ano para dar continuidade às obras do Trecho IV do Canal do Sertão Alagoano.

Com 84,3% de execução e um total de R$ 817,6 milhões de investimentos federais, essa fase beneficiará mais 113 mil pessoas, além de garantir água para irrigação.

Os trechos I, II e III já estão em operação e abastecem direta e indiretamente 228 mil pessoas nos municípios da região do Alto Sertão (Delmiro Gouveia, Água Branca, Pariconha, Mata Grande, Canapi, Inhapi, Olho D'água do Casado e Piranhas).

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade