Alagoas, 12 de julho de 2020 23º min 27º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
piranhas

Empresário cobra que verba do Prodetur seja destinada ao turismo

José Fernando Martins

29/06/2020 08h08 - Atualizado em 29/06/2020 08h08

Piranhas, município localizado às margens do São Francisco
DivulgaçãoPiranhas, município localizado às margens do São Francisco

A liberação de um crédito -proveniente do governo federal- para a Prefeitura de Piranhas, no valor de R$ 12 milhões, está sendo alvo de polêmica no município. 

No dia 5 deste mês, a prefeita Maristela Sena Dias encaminhou para aprovação da Câmara de Vereadores projeto de lei que autorizava o Executivo a contratar operações de crédito com o Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES) por meio dos Programas Regionais de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur). 

No entanto, o dinheiro, em vez de ser utilizado para fomentar o trade turístico, será destinado a outras obras que não beneficiariam diretamente o setor. 

A denúncia do integrante do Conselho Municipal de Turismo (Comtur), o empresário Celso Rodrigues, é de que a Prefeitura irá investir a verba em obras de pavimentação que estão fora do roteiro turístico de Piranhas.

Ainda segundo o empresário, os recursos poderiam ser utilizados, por exemplo, na revitalização da orla fluvial da cidade. 

Ao EXTRA, Rodrigues disse que espera que a Prefeitura de Piranhas ouça o Comtur e as considerações da Associação Brasileira da Industria de Hotéis (ABIH) antes de fazer o uso da verba.

"Que esse dinheiro seja aportado para onde a gente indica, não em calçamento e iluminação pública", concluiu.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade