Alagoas, 28 de março de 2020 25º min 28º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
CRIME AMBIENTAL

Decisão da Justiça acelera privatização da Casal

TRF5 exige projeto contra esgoto nas praias; sem dinheiro, governo atrairá empresas

Odilon Rios - Especial para o EXTRA

14/03/2020 08h08

Casal, estatal de Alagoas
DivulgaçãoCasal, estatal de Alagoas

A privatização da Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal) deve sair mais rápido do papel após decisão da Primeira Turma do Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5), condenando a estatal, o governo alagoano e a Prefeitura de Maceió por esgoto jogado, sem tratamento, nas praias da capital. A decisão foi do dia 20 de fevereiro e publicada no dia 26. 

O tribunal exige um projeto de recuperação das áreas afetadas pelo esgoto, "definindo recursos nas propostas orçamentárias anuais".

A Casal foi responsabilizada pelas ligações temporárias de esgoto na rede de água da chuva de três prédios no bairro da Jatiúca: Costa Brava, Costa do Marfim e Parque Jatiúca.

Leia mais no EXTRA ALAGOAS nas bancas!

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade