Alagoas, 22 de janeiro de 2020 25º min 31º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
MARAGOGI

Seis pessoas são denunciadas por morte de turistas em naufrágio

Arthur Fontes - Estagiário sob supervisão

06/12/2019 10h10 - Atualizado em 06/12/2019 17h05

MP denuncia seis pessoas por homicídio duplamente qualificado
DivulgaçãoMP denuncia seis pessoas por homicídio duplamente qualificado

O Ministério Público de Alagoas (MP-AL) denunciou seis pessoas pelo envolvimento na morte de duas cearenses no dia 27 de julho, na Praia de Maragogi, por homicídio duplamente qualificado.

Dentre os denunciados estão o dono da empresa, uma mergulhadora que fazia a venda dos passeios, a proprietária da embarcação, o dono do barco, o marinheiro e seu ajudante.

As vítimas identificadas como Maria de Fátima Façanha da Silva, 65, e Lucimar Gomes da Silva, 49, estavam em uma embarcação que colidiu contra uma pedra durante passeio turístico.

O sexto denunciado, identificado apenas como Alex, era o ajudante do marinheiro e sua denuncia será formalizada na próxima segunda-feira, 9.

Segundo a promotora do caso, Francisca Paula, os denunciados terão um prazo para oferecer a defesa prévia. 

A promotora informou que o motivo do homicídio de ter sido classificado como duplamente qualificado foi por morte cruel e ganância, visto que não tinham equipamentos de segurança adequados para os turistas e por ter sido mortes por afogamento e asfixia.

Segundo a acusação, o fato dos envolvidos e responsáveis pela embarcação não investirem em segurança fornecendo colete salva-vidas aos passageiros e superlotando o barco para lucrar mais caracteriza o crime como homicídio. 

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade