Alagoas, 07 de dezembro de 2019 25º min 31º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
INVESTIMENTO

Estado recebe R$ 18,9 milhões para obra do Canal do Sertão

Alagoas já recebeu R$ 84,1 milhões para conclusão do maior empreendimento de infraestrutura hídrica do estado

Bruno Fernandes com assessoria

12/11/2019 18h06 - Atualizado em 12/11/2019 18h06

Governo Federal já investiu R$ 84,1 milhões no canal em Alagoas
José FeitosaGoverno Federal já investiu R$ 84,1 milhões no canal em Alagoas

Alagoas recebeu R$ 18,9 milhões repassados pelo Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) para serem investidos no trecho alagoano do Canal do Sertão Alagoano;

O valor tem como objetivo assegurar a execução dos serviços no maior empreendimento hídrico do estado. Ao todo, já foram destinados R$ 84,1 milhões ao projeto em 2019.

O Canal do Sertão em Alagoas é a segunda maior obra hídrica do Brasil e começou a ser idealizado no então governo de Geraldo Bulhões, em 1990.

Inicialmente se esperava gastar algo em torno de R$ 600 milhões na construção de 250 quilômetros de canal. De lá para cá, já foram usados cerca de R$ 2,5 bilhões em 113 quilômetros.

O empreendimento é um sistema adutor com captação no reservatório da usina hidrelétrica Moxotó, no Rio São Francisco, e vazão total de 32m³/s.

Com início no município de Delmiro Gouveia, a estrutura segue até a cidade de Arapiraca e atenderá mais de um milhão de moradores em 42 municípios alagoanos.

Os serviços em execução abrangem 123,4 km (trechos I a IV), incluindo obras de eletrificação e comportas, além de outras etapas associadas ao projeto de interligação das Adutoras do Alto Sertão (PIAAS) e Bacia Leiteira. 

Cerca de 180 mil pessoas serão atendidas. Os Trechos I, II e III do Canal do Sertão Alagoano foram concluídos e abastecem 200 mil habitantes. O Trecho IV está com 78,7% de avanço físico.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade