Alagoas, 13 de novembro de 2019 24º min 28º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
LAVA JATO

Ex-motorista de Renan Filho é intimado a depor na Polícia Federal

Bruno Fernandes com Diário do Poder

07/11/2019 14h02 - Atualizado em 07/11/2019 14h02

O governador de Alagoas Renan Filho e seu assessor especial Ricardo da Rocha
Redes sociaisO governador de Alagoas Renan Filho e seu assessor especial Ricardo da Rocha

O ex-motorista e atual assessor do governador Renan Filho (MDB) foi intimado a depor à Polícia Federal após buscas e apreensões autorizadas pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin na última terça, 5.

As buscas tiveram como base informação da Polícia Federal de que a rota da suposta propina milionária da J&F para o senador Renan Calheiros (MDB) passou por Ricardo José Gomes da Rocha, assessor especial do Gabinete Civil do governador Renan Filho (MDB), que atuou como motorista de sua campanha em 2014.

O inquérito base para a Ação Cautelar 4427 apurou que o governador Renan Filho recebeu cerca de R$ 3 milhões, a título de “adicionais” na cota de R$ 11,9 milhões destinados ao então presidente do Senado Renan Calheiros, provenientes do fundo de R$ 35 milhões que a J&F destinou como propina para senadores do MDB.

Ricardo José Gomes da Rocha, que recebe salário de R$ 5.676,80 como assessor especial do governador, é citado na investigação por atuar no recebimento de parte dos R$ 8,9 milhões da J&F de Joesley Batista, destinados ao senador Renan Calheiros.

Segundo o delegado federal do caso, Ricardo e o ex-assessor especial do governador Renan Filho, José Aparecido Alves Diniz, foram intermediários no recebimento de R$ 3,8 milhões enviados em espécie da J&F para o senador alagoano.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade