Alagoas, 23 de setembro de 2019 23º min 27º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
velho chico

Ministério suspende bombeamento no Eixo Leste do São Francisco

Agência Brasil

16/08/2019 22h10

Penedo, cidade localizada às margens do Rio São Francisco
Foto: DivulgaçãoPenedo, cidade localizada às margens do Rio São Francisco

O Ministério do Desenvolvimento Regional decidiu suspender o bombeamento no Eixo Leste do projeto de Integração do Rio São Francisco. O trecho do projeto está em fase de pré-operação após equipamentos de monitoramento emitirem alerta durante a fase final de enchimento da barragem Cacimba Nova, em Custódia (PE). O trecho leva água para a Paraíba. Segundo o ministério, vão ser necessárias novas intervenções na estrutura para garantir o funcionamento adequado da barragem, mas é uma medida preventiva uma vez que a estrutura não apresenta risco de rompimento.

“O ministério tem seguido rigorosamente os protocolos de enchimento das estruturas recomendados pela Agência Nacional de Águas (ANA), prezando, em primeiro lugar, a segurança da população que vive nas imediações do empreendimento; no momento, o consórcio supervisor da obra realiza estudo e perícia para identificar os ajustes técnicos necessários à estrutura, bem como indicar ações preventivas e de reparo que deverão ser realizadas”, diz nota.

Segundo o ministério, o segundo maior reservatório da Paraíba, o Epitácio Pessoa (conhecido como Boqueirão) está com 22,35% de sua capacidade e é capaz de assegurar o atendimento das cidades abastecidas a partir do Projeto São Francisco. Outro reservatório, de Moxotó, também pode atender a demanda dos municípios pernambucanos por, no mínimo, três meses. O Açude Cordeiro, também na região, tem capacidade para quatro meses. A população de Campina Grande, na Paraíba, não será afetada.

O Eixo Leste abastece mais de um milhão de pessoas em 46 municípios, sendo 12 em Pernambuco e 34 na Paraíba. O ministério reafirmou o compromisso em levar água para regiões que sofrem com longos períodos de estiagem, mas destacou que a prioridade é garantir a segurança das famílias que residem na região da obra.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade