Alagoas, 25 de agosto de 2019 23º min 25º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
ABAIXO A IMORALIDADE

Procuradores vão à Justiça para impedir nomeação de Raimundo Tavares

Associação quer evitar que ex-deputado assuma cargo de procurador

José Fernando Martins

10/08/2019 09h09

Raimundo Tavares
Foto: DivulgaçãoRaimundo Tavares

A Associação dos Procuradores do Estado de Alagoas (APE-AL) decidiu se preservar juridicamente para evitar que o ex- -deputado Raimundo Tavares assuma o cargo de procurador sem passar por concurso público. 

Na última quarta-feira, 7, membros da entidade se reuniram em assembleia geral extraordinária para discutir a inusitada luta de Tavares, que segundo o presidente da APE, Flávio Cavalcanti Gomes de Barros, é um caso inédito na história do país. 

Cerca de 35 procuradores concordaram que a pretensão do ex-parlamentar é inválida por falta de embasamento legal. No ano passado, o semanário EXTRA divulgou que Tavares tentou ser nomeado procurador de Estado sem fazer o devido concurso público. 

Tal situação se encaixaria, perfeitamente, na frase satírica e retórica: “A volta dos que não foram”. À época, a APE se pronunciou contra e foi surpreendida ao saber, pela reportagem publicada na última edição desse semanário, que Tavares ajuizou ação contra o Estado para forçar sua nomeação.

Leia na íntegra no EXTRA ALAGOAS nas bancas!

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir 16.1k
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade