Alagoas, 27 de maio de 2019 24º min 28º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
CRAÍBAS

Homem adota criança e é assassinado pelos pais biológicos

Redação com agências

16/05/2019 17h05 - Atualizado em 16/05/2019 17h05

O delegado Ígor Diego
Foto: DivulgaçãoO delegado Ígor Diego

Renata Feitosa de Oliveira e William dos Santos foram presos nesta quinta-feira, 16, acusados de matar a pauladas um homem no mês de outubro de 2018, no município de Craíbas, na região agreste de Alagoas. Outros três suspeitos foram detidos por participação no crime.

Grávida de William, Renata decidiu dar o bebê para o comerciante José Alaércio da Silva, de 33 anos. A adoção foi realizada sem o consentimento do pai biológico, que estava em São Paulo sem saber da gestação.

Mas ao voltar a Craíbas, William descobriu da gravidez da companheira e exigiu a devolução da criança, uma menina. Após a família adotiva negar essa possibilidade, a mulher planejou a morte do comerciante, tendo o apoio do companheiro e de outros três suspeitos. São eles: Denisvaldo da Silva, José Roberto da Silva Nabuco e Edivan da Silva Santos.


Segundo o delegado regional de Arapiraca responsável pelo caso, Igor Diego, a criança, que tem dois anos de idade e permanece com a família da vítima, foi registrada no nome da mãe biológica, Renata Feitosa, e do pai adotivo, vítima do crime, José Alaércio.

O corpo de José Alaercio foi encontrado por populares no mês de outubro de 2018, ao lado de uma motocicleta, no município de Craíbas. A vítima apresentava um corte profundo na cabeça.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir 14.5k
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade