Alagoas, 20 de julho de 2019 23º min 24º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
Odebrecht

PF pede mais 60 dias para investigar Renan Calheiros

Com Estadão

11/09/2018 08h08

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A Polícia Federal (PF) pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) a prorrogação por mais 60 dias de um inquérito decorrente da delação da Odebrecht que investiga os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), além dos senadores Renan Calheiros (MDB-AL) e Romero Jucá (MDB-RR) e do deputado federal Lúcio Vieira Lima (MDB-BA).  

O pedido da PF será analisado pelo relator do caso, ministro Edson Fachin. Os políticos negam irregularidades.  O inquérito apura suspeitas de que executivos da Odebrecht negociaram com os parlamentares vantagens indevidas em troca da elaboração, aprovação e promulgação de três medidas provisórias.  

A PF afirmou que ainda há diligências pendentes, como a realização do depoimento do executivo Carlos Parente e a elaboração de um relatório a partir de informações apresentadas por um gerente de operações da Transnacional Transporte de Valores, empresa que, segundo a PF, prestava serviço de entrega de valores oriundos da Odebrecht.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir 15.5k
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade