Alagoas, 26 de maio de 2022 23º min 26º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
GREVE

Servidores do PAM Salgadinho anunciam greve a partir desta terça

21/09/2015 10h10

Servidores do PAM Salgadinho anunciam greve a partir desta terça

Depois dos médicos, agora é a vez dos servidores do PAM Salgadinho anunciarem greve por tempo indeterminado a partir desta terça-feira (22). O posto está com o atendimento comprometido há exatos 50 dias, quando os profissionais da área médica cruzaram os braços para cobrar melhor estrutura física e de trabalho. O anúncio foi feito nesta segunda-feira pelo Sindicato dos Trabalhadores em Saúde e em Previdência Social no Estado de Alagoas (Sindprev-AL).

Em carta aberta, divulgada nesta manhã, o sindicato esclarece que, diante da falta de um cronograma para reestruturação da referida unidade de saúde, que deveria ser apresentado pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), os servidores não encontraram outra saída a não ser aderir ao movimento já iniciado pelos médicos.

“Chegou o momento em que não queríamos, mas somos forçados. Nós, servidores do PAM Salgadinho, resolvemos paralisar as atividades por absoluta falta de diálogo com os gestores da Saúde em Maceió. Apesar das nossas iniciativas durante esses vários meses, nada foi feito no sentido de resolver os graves problemas estruturais que tem esta Unidade de Saúde”, destaca um trecho da carta.

Ainda conforme o documento, as negociações não tiveram avanço com a secretaria, mesmo diante do quadro estrutural tão deficitário do PAM Salgadinho. “Atualmente, praticamente todos os setores estão com problema, inclusive com a maioria simplesmente não funcionando. A estrutura do prédio é preocupante. As condições de trabalho são caóticas”,

Os servidores avisam que somente retornam ao trabalho depois que os problemas na estrutura física da unidade forem resolvidos. A sindicato ainda pede a intervenção do Ministério Público Estadual (MPE) para que seja criado um programa completo de recuperação do posto.

Em decisão proferida no mês passado, o desembargador Tutmés Airan, vice-presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ-AL), determinou que o atendimento feito pelos médicos do PAM sejam mantidos pela metade e não 30%, como estava orientando o Sindicato dos Médicos. Desde que a situação do PAM Salgadinho foi denunciada e os servidores começaram a se mobilizar, o prefeito Rui Palmeira (PSDB) tem afirmado que o município priorizou outros postos de saúde que estavam em situação decadente, de modo que muitos deles já foram reformados, de acordo com o chefe do Executivo Municipal.

Fonte: GazetaWeb

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade