Alagoas, 29 de novembro de 2021 26º min 32º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
PAM SALGADINHO

Médicos aguardam intervenção do TJ para negociar melhorias no PAM

05/08/2015 10h10

A greve dos médicos do PAM Salgadinho, em Maceió, continua nesta quarta-feira (5), e apenas 30% dos serviços estão sendo mantidos pela categoria. Sem nenhuma negociação em andamento com o Município, os médicos aguardam agora a intermediação do presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Washington Luiz, para que as duas partes possam chegar a um acordo e os atendimentos sejam retomados.

De acordo com informações do presidente do Sindicato dos Médicos de Alagoas (Sinmed), Wellington Galvão, nessa terça-feira, alguns profissionais compareceram ao PAM para cumprir os 30% dos serviços, mas nenhum paciente esteve no posto em busca de atendimento.

Ainda segundo o representante da categoria, não é possível mensurar o quantitativo de atendimentos que deixaram de ser realizados desde a última segunda-feira, quando a greve foi iniciada, isso porque os serviços já vinham sendo reduzidos por conta da falta de condições de trabalho no local.

“Não dá pra saber quantos atendimentos deixaram de ser realizados. O PAM já chegou a atender até 1.200 pessoas por dia, mas nos últimos meses os profissionais só estavam atendendo cerca de 20% dessa capacidade. Cirurgias e vários exames deixaram de ser feitos por conta da falta de condições de trabalho. É um verdadeiro descaso. O posto está funcionando graças à boa vontade dos funcionários”, afirmou Wellington Galvão.

A expectativa durante a reunião no TJ/AL é que a categoria e a Prefeitura cheguem a um acordo em relação às melhorias no local de trabalho dos profissionais. O encontro ainda não foi marcado, mas deve acontecer até a próxima sexta-feira (7). “Nossa pauta é somente melhoria das condições de trabalho. Queremos que a prefeitura alugue um prédio adequado onde os médicos possam trabalhar”, pontuou.

A assessoria de imprensa do TJ confirmou que o contato do sindicato foi feito, mas que a reunião ainda não foi agendada.

PARALISAÇÃO DOS TÉCNICOS

Além dos médicos, os técnicos administrativos também paralisaram, por 72 horas, as atividades no PAM Salgadinho. A mobilização foi iniciada na segunda-feira e prossegue até esta quarta, impedindo o funcionamento do posto e a realização de alguns procedimentos.

Fonte: GazetaWeb

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade