Alagoas, 24 de outubro de 2021 25º min 30º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
IMPOSTO DE RENDA

IR: Declarações entregues fora do prazo cai 11,5% em Alagoas

21/06/2015 08h08

IR: Declarações entregues fora do prazo cai 11,5% em Alagoas

O volume de declarações do Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF) enviado à Receita Federal, fora do prazo, no estado de Alagoas, sofreu uma redução de 11,5%, no período de 01 de maio a 15 de junho de 2015. Neste período de 45 dias, contado após o fim do prazo legal (30 de abril), foram enviadas à Receita Federal em Alagoas 1.482 documentos. Em período igual de 2014, o montante chegou a 1.675.

Tal desempenho eleva os alagoanos a 4ª posição no ranking nacional entre os contribuintes dos 14 estados brasileiros onde ocorreu redução do envio de declarações do IRPF 2015 fora do prazo. Mais bem ranqueados estão apenas os maranhenses, cearenses e paraibanos.

O resultado tem relação direta com o crescimento de 4,6% do volume de declarações do IRPF 2015 enviado no prazo legal. Em outras palavras, com o aumento de declarações enviadas no prazo, tende-se a diminuir o número de prestação de contas extemporânea.

Segundo o delegado Plínio Feitosa, esses resultados apontam para uma elevação do nível de cidadania fiscal do contribuinte do IRPF. “Os números parecem revelar, principalmente, uma mudança qualitativa de comportamento na prestação de contas dos alagoanos em relação ao IRPF, haja vista, também, a redução de 8,6% da quantidade de alagoanos que, neste ano, deixou para enviar sua declaração no último dia do prazo”.

Alerta. A entrega da declaração do IRPF fora do prazo incide em multa de 1% ao mês calendário ou fração de atraso, calculada sobre o total do imposto devido apurado na declaração, ainda que integralmente pago, sendo que o valor mínimo é de R$ 165,74 e o valor máximo é de 20% do imposto sobre a renda devido. Além da multa, o valor do imposto, se não pago ainda, será corrido mensalmente pelos juros da taxa Selic.

“O interesse da Receita é que o contribuinte cumpra suas obrigações tributárias dentro do prazo legal e evite, assim, o pagamento de multa e juros”, afirmou Feitosa.

Fonte: Ascom/Delegacia da Receita Federal em Maceió

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade