Alagoas, 25 de janeiro de 2022 24º min 31º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
SAÚDE

Falta de recurso fecha urgência de hospital em União dos Palmares

22/12/2014 10h10

Quem estiver na região norte de Alagoas e precisar nas próximas horas de serviço de urgência e emergência do Hospital São Vicente de Paulo, que fica localizado no município de União dos Palmares, terá que recorrer a unidades de saúde da capital alagoana ou de outras região. O motivo é que por falta de pagamento dos funcionários que trabalham na instituição, os setores foram fechados por tempo indeterminado.

Segundo a diretora administrativa do Hospital São Vicente de Paulo, Edvane Ferreira de Oliveira Calixto, o atraso de repasse de recursos em contratos do governo federal, aliado a ausência de dotação orçamentária da Prefeitura Municipal motivaram a paralisação das equipes da urgência e emergência que atendem cerca de 170 pessoas por dia.

“Sabemos da importância da unidade de saúde para população da região, mas não tivemos como evitar a paralisação dos serviços porque os funcionários precisam receber os salários pelos dias trabalhados em novembro. Conseguimos manter abertos a maternidade, o ambulatório e as quatro clínicas; já a emergência e urgência ficarão fechadas por tempo indeterminado até que se tenha uma solução para o problema”, falou Edvane ao destacar que a maior preocupação dos servidores é a falta de dotação orçamentária, procedimento que impede o envio de recursos do município para o hospital regional.

Ao esclarecer que o problema financeiro depende exclusivamente do governo federal, o secretário de Administração de União dos Palmares, Francisco Viana, disse que a gestão municipal vem fazendo o que pode para tentar solucionar o problema que preocupa porque deixa centenas pessoas da região Norte do estado desassistidas.

“Esta paralisação de parte dos serviços do hospital foi motivado pelo governo federal, que sem aviso prévio e nenhum planejamento atrasou o pagamento de contratos da média e alta complexidade de saúde mesmo informando que só repassaria 70% do recurso acordado. Diante da situação tentamos remanejar recursos do município, mas o procedimento depende da Câmara Legislativa, que até o momento não autorizou”, explicou.

Com parte do serviço de saúde comprometido por conta do fechamento da urgência, o gestor de União dos Palmares disse que a secretaria municipal de Saúde vai disponibilizar suportes como veículos e até mesmo ceder funcionários para evitar que a população fique desassistida de serviços de saúde.

 

 

Fonte: Portal G1 AL

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade