Alagoas, 28 de janeiro de 2022 24º min 31º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
ALAGOAS

Alagoas é o estado que mais registrou mortes em confronto policial

10/12/2014 10h10

Alagoas é o estado que mais registrou mortes em 2014 durante confronto entre policiais e suspeitos em praticar crimes, segundo levantamento da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) seccional Alagoas. De acordo com o estudo apresentado pelo presidente da Comissão dos Direitos Humanos da OAB-AL, Daniel Nunes, durante coletiva de imprensa realizada na manhã desta quarta-feira (10), o número de mortes em confrontos policiais aumentou substancialmente nos últimos três anos.

"Há algo errado diante do número crescente de mortes durante confrontos entre policiais e suspeitos é isso é preocupante. Em 2012 foram registradas 21 mortes. Em 2013 o número subiu para 24, e este ano o número mais que dobrou e já foram contabilizada até agora 57 mortes de suspeitos de cometer crimes. Quanto ao número de policiais mortos este foram 16 no total, sendo 2 em cumprimento do serviço e 14 fora do serviço", expôs Daniel Nunes.

Quanto a vitimização de militares Daniel Nunes enfatizou que "as mortes de policiais refletem a precarização do trabalho dos policiais e a falta de condições. Processo que é resultado do baixo efetivo da tropa que tem menos de 7 mil militares para todo estado", disse ao pontuar que "a tropa também está vulnerável".

Redução de homicídios

Quanto ao número de homicídios o levantamento da OAB-AL, que contabiliza os números através de dados tirados dos veículos de comunicação e dos anuários de segurança, uma constatação positiva, a queda nos casos de mortes violentas. "Este ano o fator positivo nos números da violência de Alagoas está exatamente diante da redução dos casos, que reduziram de 35% para 33%. Outra constatação foi a mudança dos locais de homicídios, que migraram da capital para o interior. Como também a redução de mortes de mulheres que passou de 146 no mesmo período do ano passado e 114 neste ano", completou.

 

 

Fonte: G1 AL

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade