Alagoas, 28 de janeiro de 2022 24º min 31º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
TECNOLOGIA

Alagoanos criam aplicativo contra violência e disputam evento nacional

GazetaWeb

26/11/2014 10h10

Os alagoanos Marcela Oliveira, Bruno Lima e Sergio Holanda participam, esta semana, em Brasília, da maratona hacker da Câmara dos Deputados (Hackathon de Gênero e Cidadania). Eles tiveram a ideia selecionada e estão desenvolvendo um aplicativo que visa combater a violência obstétrica, que envolve agressões físicas ou emocionais a gestantes por parte dos profissionais da área da saúde.

Foram selecionados, ao todo, 22 projetos para participar do evento, que está na segunda edição e ocorre até o dia 28 de novembro.

O Hackathon teve 165 inscritos de todo o País e 75 propostas de aplicativos sobre os temas violência contra a mulher e políticas públicas de gênero e cidadania. Organizado pelo Laboratório Hacker e pela Secretaria da Mulher da Câmara, o evento conta com patrocínio do Banco Mundial.

Os 50 participantes selecionados para o evento foram a Brasília desenvolver os 22 projetos e interagir com parlamentares e servidores da Câmara. Ao fim da maratona, os projetos serão avaliados nos quesitos interesse público, criatividade, inovação e qualidade técnica.

Os autores dos dois projetos vencedores serão premiados com passagem e hospedagem para participar de um encontro sobre projetos de democracia digital na sede do Banco Mundial, em Washington (EUA).

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade