Alagoas, 10 de agosto de 2022 22º min 27º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322

Motrisa: Equipes suspendem limpeza após risco alto de desabamento

Reunião, à tarde, no Crea/AL, vai avaliar a situação e traçar novas estratégias

Gazeta Web

08/04/2014 11h11

Motrisa: Equipes suspendem limpeza após risco alto de desabamento

Os trabalhos de limpeza na área onde aconteceu o acidente com um dos silos do Moinho Motrisa foram suspensos, no fim da manhã desta terça-feira (8), por causa do risco muito alto de novos desabamentos. A área permanece isolada completamente e somente tem acesso ao local mais próximo as equipes do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil. Quem estava na região garante que a estrutura tremeu, fato que motivou a suspensão.

Numa entrevista coletiva, que reuniu autoridades da Secretaria de Estado da Defesa Social (Seds) e diretores da fábrica, foi divulgada a informação de que a força-tarefa foi temporariamente suspensa para evitar que acidentes secundários aconteçam.

De acordo com a assessoria de imprensa do Corpo de Bombeiros, uma reunião está programada na sede do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea), às 15 horas desta terça-feira, para avaliar a situação e traçar estratégias mais precisas para a retomada dos trabalhos.

INQUÉRITO POLICIAL

Também por meio da assessoria, a Polícia Civil divulgou que estava instaurando inquérito com a finalidade de apurar as circunstâncias que resultaram no desabamento. A investigação vai ser comandada pelo delegado Egivaldo Lopes de Messias, do 2º Distrito Policial (DP).

Ainda conforme a Polícia Civil, o inquérito é necessário por conta do acidente ter sido registrado com vítimas feridas. O delegado informou que estava acompanhando os trabalhos de limpeza e de resgate das pessoas que foram atingidas. 

O acidente aconteceu na tarde dessa segunda-feira e espalhou 1,6 toneladas de trigo pela Avenida Comendador Leão, no bairro do Poço. Cinco pessoas ficaram feridas, uma delas em estado grave, e foram levadas ao Hospital Geral do Estado (HGE). Quatro foram liberadas. As causas do desabamento ainda estão sendo investigadas.

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Gazeta Web

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade