Alagoas, 21 de janeiro de 2022 25º min 31º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
Política

Governo de AL propõe aumento de 6% para o funcionalismo público

Acordo proposto contempla também os chamados servidores celetistas. Nova reunião foi marcada com integrantes da Educação para hoje.

G1 Alagoas

28/03/2014 09h09

Governo de AL propõe aumento de 6% para o funcionalismo público

Terminou, no início da noite desta sexta-feira (27), a reunião entre o governador Teotônio Vilela e representantes de várias categorias do funcionalismo público, como Saúde, Educação, Agricultura, Polícia Civil e docentes da Universidade Estadual de Alagoas (Uneal). Após acordo entre as partes, os servidores liberaram a rua do Palácio depois de algumas horas de bloqueio.

No encontro, Vilela ofeceu um reajuste de 6% ao funcionalismo e marcou, para esta sexta-feira (28), uma reunião com representantes do Sindicato dos Trabalhadores da Educação em Alagoas (Sinteal) e da Uneal para tratar de demandas específicas das duas categorias. O acordo proposto pelo governo contempla ainda os chamados servidores celetistas.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Setor Público Agrícola e Ambiental (Sindagro), Péricles Barros, os servidores esperavam uma proposta maior. "Nós pretendíamos um aumento de 12%, mas o governador alegou que, por questões financeiras, não teria como conceder esse aumento", afirmou Barros.

Com o fim da reunião, os servidores que se concentraram em frente ao Palácio durante a tarde de hoje esperando o término do encontro se dispersaram. Os manifestantes chegaram a bloquear a rua Cincinato Pinto, impedindo o trânsito de veículos no centro da cidade.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade